Fotos e vídeo: internauta

Após a divulgação em grupos de Wathsapp de um vídeo que mostra policiais militares imobilizando um homem que havia realizado um furto no município de Pimenteiras do Oeste, e muitos afirmarem que a ação do militar foi exagerada, o comando do 3º BPM de Vilhena emitiu uma nota esclarecendo os fatos, afirmando que ação foi proporcional à resistência do agente, que teria ofendido e agredido a guarnição ao receber voz de prisão.

 

Confira nota na íntegra

Com a finalidade de esclarecer ocorrência policial no município de Pimenteiras, recentemente veiculada em mídias sociais, onde uma guarnição da Policia Militar realizava a prisão de um suspeito de furto, o Comando do 3º BPM vem a público informar que:

A guarnição da Policia Militar foi acionada via 190 pela vítima, que avistou o infrator levando objeto de sua propriedade, que com ajuda de vizinhos, perseguiu o acusado e o alcançaram.

A guarnição chegou ao local e abordou o suspeito que confessou ter furtado o objeto, e ao receber voz de prisão, começou a desacatar a guarnição e empreendeu fuga, sendo alcançado pelos militares. O infrator resistiu à prisão e começou a desferir socos e chutes na guarnição.

Os militares empregaram uso da força necessária e proporcional a resistência do acusado, sendo que familiares começaram a filmar e a cercar a guarnição, vindo a mãe do acusado a desferir tapas nos policiais, e outros familiares chegaram a empurrar os policiais na tentativa de impedir a prisão. O vídeo em questão foi divulgado parcialmente e não retrata com integridade a ação policial.

Que a Policia Militar do Estado de Rondônia é uma instituição pautada nos Direitos Humanos, primando sempre pela segurança e integridade físicas de todos os envolvidos em ocorrências policiais.

O Comando do 3º BPM está à disposição para dirimir quaisquer dúvidas e trazer esclarecimentos sobre os fatos.

Assista abaixo o vídeo que gerou a polêmica

 

sicoob credisul

COMUNICADO: Atenção caros internautas: recomenda-se critérios nas postagens de comentários abaixo, uma vez que seu autor poderá ser responsabilizado judicialmente caso denigra a imagem de terceiros. O aviso serve em especial aos que utilizam ferramentas de postagens ocultas ou falsas, pois podem ser facilmente identificadas pelo rastreamento do IP da máquina de origem, como já ocorreu.

A DIREÇÃO