Foto: Ilustrativa

A Polícia Federal deflagrou na manhã desta sexta-feira, 15, a “Operação sem Fiança”, com o intuito de recuperar bens e valores de fianças que foram subtraídos por um servidor público da Justiça Federal que, à época dos fatos, era lotado na Seção Judiciária de Rondônia, em Porto Velho.

As investigações tiveram início em 2019 a partir de dois processos administrativos instaurados pela Justiça Federal de Porto Velho que apuravam uso de documento falso e a apropriações de valores recebidos a título de fiança.

A Justiça Federal de Porto Velho expediu mandado de busca e apreensão que foi cumprido na residência do servidor que atualmente está lotado e reside em Palmas/TO. O resultado das buscas será analisado juntamente com os dados obtidos com a quebra de sigilo bancário e fiscal do servidor.

A operação denominada Sem Fiança A é uma alusão aos processos judiciais que não possuíam o valor dado em fiança depositados, que, em tese, o servidor se apropriou.

sicoob credisul

COMUNICADO: Atenção caros internautas: recomenda-se critérios nas postagens de comentários abaixo, uma vez que seu autor poderá ser responsabilizado judicialmente caso denigra a imagem de terceiros. O aviso serve em especial aos que utilizam ferramentas de postagens ocultas ou falsas, pois podem ser facilmente identificadas pelo rastreamento do IP da máquina de origem, como já ocorreu.

A DIREÇÃO