Vereador Zivan Almeida / Foto: Extra de Rondônia

Entre os vários assuntos debatidos na sessão ordinária desta segunda-feira, 25, na Câmara de Cacoal, o vereador Zivan Almeida (PSC) comentou a respeito do caso da Hemodiálise e trouxe à tona uma situação delicada: a falta de humanização no atendimento médico em unidade de saúde desse município.

No primeiro caso, o patlamentar afirmou que as denúncias são muito graves, mas, na condição de fiscalizador dos atos públicos, faz levantamento e aguarda relatórios oficiais para levar informação concreta à sociedade.

“Não queremos cometer injustiças e devemos estar embasados de tudo o que está acontecendo na hemodiálise no município”, disse o parlamentar. O caso cogita a criação de uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) na Câmara para investigar supostas 30 mortes em 7 meses no Centro de Hemodiálise (leia mais AQUI).

Também na tribuna da Casa de Leis, Zivan mostrou indignação com o caso de um médico, do hospital Materno Infantil, que não teria atendido um adolescente com problema no ouvido ao alegar falta de Otoscópio, um equipamento médico utilizado para observar o interior da orelha, e cobrou uma ação rápida da secretária municipal de saúde, Janayna Paulo Gomes, para resolver os problemas nas unidades de saúde.

“Tivemos uma denúncia que nos deixa triste. Vou fazer o levantamento para saber quem era o médico que estava no plantão no domingo à noite para segunda-feira. O atendimento que o senhor fez lá foi até covarde porque o garoto, que tinha 14 anos, e um bichinho no ouvido, o senhor maltratou. O senhor fez pouco caso. A idade dele não interessa, tem que atender. Tem que atender a todos. Estamos cobrando um atendimento humanizado”. Secretária: cuide das unidades básicas de saúde, do Cesp e da Policlínica, porque estamos precisando de mais agilidade. A Saúde não pode esperar”, desabafou.

sicoob credisul

COMUNICADO: Atenção caros internautas: recomenda-se critérios nas postagens de comentários abaixo, uma vez que seu autor poderá ser responsabilizado judicialmente caso denigra a imagem de terceiros. O aviso serve em especial aos que utilizam ferramentas de postagens ocultas ou falsas, pois podem ser facilmente identificadas pelo rastreamento do IP da máquina de origem, como já ocorreu.

A DIREÇÃO