deputado estadual Geraldo da Rondônia/Foto: Reprodução

O deputado estadual Geraldo da Rondônia (PSC), segue aprontando as suas, desta vez, ele foi retirado de um avião que partia com destino a Manaus – AM, por agentes da Polícia Federal, após tentar agredir uma aeromoça que fazia parte da tripulação por não aceitar a ordem de usar máscara dentro da aeronave.

O comandante da aeronave tentou convencer o parlamentar para fazer uso da máscara e quase foi agredido. Geraldo só conseguiu acalmar os ânimos após a chegada da PF.

O deputado que teve o mandato cassado pelo Tribunal Regional Eleitoral – TRE, por captação ilícita de recursos nas eleições de 2.018, segue demonstrando que não tem a mínima condição de representar a população pela onda de ataques violentos que têm praticado enquanto usa a função de deputado para isso.

Ele agrediu uma dançarina, invadiu a sede da empresa Energisa e ameaçou funcionários por duas vezes, humilhou guardas municipais na cidade de Ariquemes com a prerrogativa de ser deputado estadual, assediou uma servidora durante reunião com a bancada federal de Rondônia na sede do governo estadual em Porto Velho e seguiu praticando outras diversas insanidades que terminaram na delegacia.

No dia 12/10, teve seus direitos políticos cassados pelo Supremo Tribunal Federal – STF, após a publicação do trânsito em julgado da condenação de sua condenação por esquema de sonegação de impostos que ultrapassaram os R$ 50 milhões.

Os “acessos” de estupidez de Geraldo da Rondônia vêm manchando a imagem do legislativo rondoniense, envergonhado os parlamentares da sua atual legislatura e constrangendo trabalhadores por onde passa.

Geraldo da Rondônia é condenado em última instância por crime de sonegação fiscal, fato que o tornou impossibilitado de permanecer na cadeira de deputado. A Assembleia Legislativa de Rondônia deve afastar imediatamente o parlamentar de suas funções, que já tem a determinação da justiça para ser cumprida.

Mesmo estando com seus direitos políticos suspensos, não tendo mais direito de permanecer na cadeira de deputado estadual, Geraldo segue sendo bancado com dinheiro público em suas viagens que não trazem qualquer tipo de benefício para a população.

sicoob credisul

COMUNICADO: Atenção caros internautas: recomenda-se critérios nas postagens de comentários abaixo, uma vez que seu autor poderá ser responsabilizado judicialmente caso denigra a imagem de terceiros. O aviso serve em especial aos que utilizam ferramentas de postagens ocultas ou falsas, pois podem ser facilmente identificadas pelo rastreamento do IP da máquina de origem, como já ocorreu.

A DIREÇÃO