Café/Foto: Reprodução

O mercado futuro do café arábica voltou a operar com expressiva valorização para os principais contratos na Bolsa de Nova York, após abrir o dia com poucas variações, no início da tarde as cotações avançavam mais de 3% no exterior.

Segundo Haroldo Bonfá, analista da Pharos Consultoria, mais uma vez, os preços têm suporte na preocupação com a oferta global do grão. Os fundamentos são sólidos e o mercado avança mesmo com previsão de mais chuva em áreas cafeeiras do Brasil, o que poderia pressionar as cotações.

Por volta das 11h54 (horário de Brasília), março/22 tinha alta de 755 pontos, negociado por 239,35 cents/lbp, maio/22 tinha valorização de 780 pontos, cotado a 239,60 cents/lbp, julho/22 tinha alta de 750 pontos, negociado por 239,05 cents/lbp e setembro/22 tinha valorização de 740 pontos, sendo negociado por 238,60 cents/lbp.

Na Bolsa de Londres, o café tipo conilon avançava 1,34% neste mesmo horário. Março/22 tinha alta de US$ 35 por tonelada, valendo US$ 2342, maio/22 tinha valorização de US$ 33 por tonelada, cotado por US$ 2288, julho/22 tinha alta de US$ 32 por tonelada, negociado por US$ 2275 e setembro/22 tinha valorização de US$ 4 por tonelada, negociado por US$ 2242.

sicoob credisul

COMUNICADO: Atenção caros internautas: recomenda-se critérios nas postagens de comentários abaixo, uma vez que seu autor poderá ser responsabilizado judicialmente caso denigra a imagem de terceiros. O aviso serve em especial aos que utilizam ferramentas de postagens ocultas ou falsas, pois podem ser facilmente identificadas pelo rastreamento do IP da máquina de origem, como já ocorreu.

A DIREÇÃO