Foto: Reprodução

O ano de 2022 começa bem agitado no mundo do UFC, principalmente para o paraense Deiveson Figueiredo, que luta em uma revanche pela retomada do cinturão dos pesos moscas no UFC (Ultimate Fight Championship). O lutador é um dos grandes destaques do Brasil no evento, que terá 2 edições este mês e também conta com a participação de outros brasileiros. Apesar de alguns desfalques o evento continua recheado de brasileiros, veja agora a cobertura completa da disputa do cinturão e da participação brasileira nos eventos do UFC deste mês.

Fim da trilogia Figueiredo x Moreno

Deiveson Figueiredo, natural de Soure, município perto de Belém, irá para a 3ª luta contra Brandon Moreno. Ambos atletas tem um cartel excelente, Deiveson tem 22 vitórias e apenas 2 derrotas e 1 empate. Uma das derrotas foi contra o também brasileiro Jussier Formiga e a outra contra Brandon Moreno, quando perdeu o cinturão dos pesos moscas em Junho deste ano, inclusive contra Brandon Moreno ainda não houve vitória.

Deiveson, iniciou na competição durante o UFC 212 vencendo Marco Beltran, após isto, fez uma vitória importante contra Alexandre Pantoja e precisou de mais 3 anos para chegar a disputa do cinturão, porém até esse ponto houveram momentos conturbados. Em 2020 o cinturão estava vago, depois da aposentadoria de Henry Cejudo, após conquistar duplo cinturão dos moscas e peso galo.

Na 1ª luta pela conquista do cinturão contra Joseph Benavidez, Deiveson não conseguiu bater o peso de 57 kg, limite da categoria e por isto a luta só valeu o cinturão para Benavidez. Porém a chance não foi aproveitada pelo atleta americano que foi nocauteado a socos durante o 2º round do UFC Fight Night que levava o nome dos dois lutadores, Benavidez vs. Figueiredo. A decisão só veio em Julho de 2020, quando houve uma revanche e Deiveson conquistou o título.

Após isso o lutador paraense iniciou suas defesas de cinturão e venceu Alex Perez por guilhotina no UFC 255, faturando a luta da noite. Após esta luta, Brandon Moreno, da cidade de Tijuana no méxico, entrou no caminho do lutador apresentando um grande desafio. O atleta faixa preta em Jiu Jitsu tem um excelente cartel de lutas, são atualmente 19 vitórias, 5 derrotas e 2 empates. O confronto entre os dois era muito esperado e veio ao ar no dia 12 de Dezembro de 2020, Deiveson, no dia anterior tinha tido um princípio de infecção instetinal e conseguiu ainda manter um combate equilibrado com o mexicano.

Ambas partes lutaram muito bem, principalmente Deiveson nos primeiros rounds. Porém o brasileiro acertou um chute baixo no adversário e quando o confronto terminou isso foi muito levado em conta, por isto, a luta terminou em empate técnico, depois da decisão dos jurados. Já o 2º confronto que aconteceu em Junho, foi bem diferente, Moreno encaixou uma cotovelada e 2 jabs bons durante o 1º round, levando até Deiveson a queda. Já no 2º round Deiveson reagiu e até conseguiu dominar o chão por algum tempo, porém a noite era de Brandon, que também levou Deiveson ao chão e mostrando um bom domínio do octógono.

A luta teve fim logo no 3º round, quando depois de uma boa trocação, Moreno botou o Jiu Jitsu em prática levando Deiveson ao chão e ainda conseguindo encaixar um mata-leão. Apesar da derrota, Deivison ainda levantou Moreno na comemoração, mostrando o bom intelecto e clima de “fair-play” no ringue, mas ainda assim ele pediu imediatamente a revanche! A luta pelo cinturão dos pesos moscas acontecerá durante o UFC 270, no dia 22 de Janeiro, pela Rivalry que é fã de MMA, você tem uma cobertura de apostas em UFC completa, em todos os lances dos confrontos.

UFC com 2 eventos em janeiro e recheado de brasileiros

Neste mês, em apenas 2 eventos, 11 brasileiros estarão dentro dos octógonos do UFC, no dia 15 de Janeiro acontecerá o UFC Night Fight: Kattar vs. Chikadze, o evento será em Las Vegas e terá a revanche da brasileira Jennifer Maia contra Katlyn Chookagian. Também lutarão Rogério Bontorin x Brandon Royval e Joanderson Brito contra Bill Algeo. Ainda no card que é o coevento principal, a luta promete, será entre outro paraense, Michel Pereira x Muslim Salikhov.

O restante dos brasileiros estará no evento do final do mês, o UFC 270. Nomes como Rodolfo Vieira, Raoni Barcelos, Poliana Botelho estarão participando do evento em confrontos tensos. Saimon Oliveira é outro nome brasileiro que está em sua estreia no evento. Depois de conseguir assinar contrato com o UFC, vencendo a Contender Series contra Jose Alday no último 7 de Setembro, ele conquistou sua chance em um grande evento do UFC.

O evento era para ter a presença de mais brasileiros, Warlley Alves e Viviane Araújo foram baixas noticiadas na última sexta, ambos atletas não poderão participar devido a lesões, porém não foram especificadas, conforme noticiado pelo Combate. Agora vamos acompanhar como será a trajetória dos brasileiros nos eventos que dão largada no calendário do UFC deste ano em 15 e 22 de janeiro.

sicoob credisul

COMUNICADO: Atenção caros internautas: recomenda-se critérios nas postagens de comentários abaixo, uma vez que seu autor poderá ser responsabilizado judicialmente caso denigra a imagem de terceiros. O aviso serve em especial aos que utilizam ferramentas de postagens ocultas ou falsas, pois podem ser facilmente identificadas pelo rastreamento do IP da máquina de origem, como já ocorreu.

A DIREÇÃO