Coronel Chrisóstomo/Foto: Divulgação

Em entrevista à “Jovem Pan” nesta quinta-feira (13), o Presidente Jair Bolsonaro disse que os governadores estão articulando um novo lockdown nos próximos dias. “Não aguentamos mais um lockdown, pelo amor de Deus, será um caos e o Brasil vai quebrar”, observa.

O Governo Paulista (Dória) e o Maranhense (Dino), planejam um novo lockdown, tramam uma reunião com governadores de oposição para criar estratégia conjunta para o fechamento de todo o comércio como aconteceu em 2020 quando os ministros do STF decidiram retirar o poder de decisão sobre o lockdown do Presidente Bolsonaro eleito legitimamente nas urnas em 2018.

O Presidente Bolsonaro voltou a enfatizar que não vai se vacinar contra a Covid-19.
Para Bolsonaro, na hipótese de ser decretada a suspensão das atividades, as Forças Armadas não conseguiriam garantir a ordem. “O Brasil não resiste a um novo lockdown. Será o caos. Será uma rebelião, uma explosão de ações onde grupos que vão defender o seu direito à sobrevivência e de seus familiares. Não teremos Forças Armadas suficientes para a garantia da lei e da ordem”, afirmou.

O deputado federal Coronel Chrisóstomo, pré-candidato conservador de direita e aliado fiel a Bolsonaro, fez um vídeo que viraliza nas redes sociais, dizendo: “Lockdown Não. Temos que manter emprego e renda e tomar todos os cuidados possíveis”. Ele teve o mesmo posicionamento noutras oportunidades.

No instagram, o parlamentar afirmou que “sabemos que a vacinação não impediu que as pessoas contraíssem o vírus da Covid-19. Sendo assim, temos que tomar todos os cuidados possíveis para não adoecer por esse maldito vírus. Agora, jamais fechar comércio e prejudicar os empregos e a renda dos cidadãos.”

Chrisóstomo também votou “Não” ao passaporte sanitário, o qual não passou na câmara federal. Para ele, “a Liberdade do povo Brasileiro está acima de tudo!”.

sicoob credisul

COMUNICADO: Atenção caros internautas: recomenda-se critérios nas postagens de comentários abaixo, uma vez que seu autor poderá ser responsabilizado judicialmente caso denigra a imagem de terceiros. O aviso serve em especial aos que utilizam ferramentas de postagens ocultas ou falsas, pois podem ser facilmente identificadas pelo rastreamento do IP da máquina de origem, como já ocorreu.

A DIREÇÃO