UPA 24h em Vilhena / Foto: Divulgação

A equipe médica da Unidade de Pronto Atendimento (UPA), emitiu nota de repúdio contra as declarações de vereadores e secretária municipal de Saúde durante a última sessão ordinária na Câmara de Vilhena.

Na ocasião, alguns parlamentares criticaram os médicos contratados que não estariam atendendo a contento aos pacientes devido à falta de experiência e humanização (leia mais AQUI).

Em mensagem ao Extra de Rondônia, Eliardo Douglas Bezerra Cavalcanti, diretor clínico da UPA, em nome dos seus colegas médicos, repudiou o que classificou como “inverdades, injustiças e politicagem dos vereadores e secretaria de saúde de Vilhena”.

A nota de repúdio explica que “somos vítimas de uma gestão de saúde falha, colapsada”. E complementam que “nos cobram para receitarmos medicamentos existentes na rede básica, mas a rede básica não consegue manter o básico. Somos cobrados e muitas vezes julgados e condenados por não atendermos o paciente que está com febre, com dor, com a pressão alta… Mas ninguém contou a vocês que as fichas chegam aos consultórios em grande parte dos dias, sem classificação, sendo impossível ao médico que está lá dentro da sala por horas, saber qual paciente está mais ou menos grave. Queremos deixar claro que estamos oferecendo nosso melhor a todos, e que neste momento talvez não seja o suficiente, contudo infelizmente nas circunstâncias em que nos encontramos, é o nosso máximo, não duvidem”.

 

>>> LEIA, ABAIXO, A NOTA DE REPÚDIO NA ÍNTEGRA:

NOTA DE REPUDO MEDICOS UPA COPNTRA VEREADORES

 

 

 

sicoob credisul

COMUNICADO: Atenção caros internautas: recomenda-se critérios nas postagens de comentários abaixo, uma vez que seu autor poderá ser responsabilizado judicialmente caso denigra a imagem de terceiros. O aviso serve em especial aos que utilizam ferramentas de postagens ocultas ou falsas, pois podem ser facilmente identificadas pelo rastreamento do IP da máquina de origem, como já ocorreu.

A DIREÇÃO