Eduarda Caroline Machado de Souza/Foto: Arquivo Extra de Rondônia

Eduarda Caroline Machado de Souza, de 18 anos, nascida na cidade de Cabixi, em Rondônia, teve um projeto de Lei foi aprovado na Assembleia Legislativa. Com isso, o deputado Chiquinho da Emater a indicou para receber a medalha de Mérito Cultural Amizael Silva.

A professora Melissa disse que acompanhou o desenvolvimento da Jovem Eduarda, desde 2019 no 2° Ano do Ensino Médio, IFRO- Campus Colorado do Oeste, foi possível perceber como a motivação em sala de aula para desenvolver a Linguagem possibilita a conscientização do estudante sobre como é possível suprir necessidades, realizar sonhos, e contribuir para o desenvolvimento das virtudes que aprimoram as relações em sociedade.

O estímulo educacional da família foi fundamental para o seu desenvolvimento. A Eduarda recebeu a medalha de Mérito Cultural Amizael Silva, após ser selecionada no Parlamento Jovem Brasileiro, e contribuir para o estado de Rondônia ao escrever o projeto de lei Educação Antirracista: promulgado lei em novembro de 2021.

O que é o Programa Educação Antirracista? 

A Lei Educação Antirracista, de autoria da jovem Caroline, visa fornecer as informações e ferramentas necessárias para que os estudantes estejam preparados para combater o racismo em suas vidas diariamente.

Quando o projeto começou?

O projeto foi escrito em 2020, logo no início da pandemia, quando diversas manifestações contra o racismo estavam acontecendo no Brasil e no mundo. O projeto foi aprovado no Parlamento Jovem Brasileiro para representar o estado de Rondônia (leia AQUI).

Resultados:

Além do Parlamento Jovem Brasileiro, Eduarda começou a trabalhar com desenvolvimento de políticas públicas voltadas à educação de jovens pretos e índigenas nos Estados Unidos.

A partir de uma educação voltada para o desenvolvimento das virtudes, a jovem protagonista reconhece que as aulas que inspiram estimulam a autonomia, junto à conscientização e à capacitação. Nessa perspectiva, a jovem relata que o desenvolvimento da habilidade da escrita em nossas aulas, a conscientização da relevância em fazer aprimoramento de textos são ações fundamentais para o seu desenvolvimento e a realização de vários objetivos: individuais, e agora, sociais. Essa realidade foi construída junto ao apoio fundamental do Diretor Anequine, do IFROCampus Colorado do Oeste¸ da professora Magda Oliveira Pinto e professor Moisés José Rosa Souza.


COMUNICADO: Atenção caros internautas: recomenda-se critérios nas postagens de comentários abaixo, uma vez que seu autor poderá ser responsabilizado judicialmente caso denigra a imagem de terceiros. O aviso serve em especial aos que utilizam ferramentas de postagens ocultas ou falsas, pois podem ser facilmente identificadas pelo rastreamento do IP da máquina de origem, como já ocorreu.

A DIREÇÃO