Milho/Foto: Reprodução

A segunda-feira (27) começa com os preços futuros do milho novamente recuando e estendendo as perdas registradas ao longo da última semana na Bolsa Brasileira (B3).

As principais cotações registravam movimentações na faixa entre R$ 86,00 e R$ 95,00 por volta das 09h21 (horário de Brasília).

O vencimento julho/22 era cotado à R$ 86,64 com queda de 0,93%, o setembro/22 valia R$ 89,43 com desvalorização de 1,07%, o novembro/22 era negociado por R$ 91,80 com baixa de 0,86% e o janeiro/23 tinha valor de R$ 95,13 com estabilidade.

Para o analista de mercado da Brandalizze Consulting, Vlamir Brandalizze, a colheita da segunda safra de milho do Brasil está avançando e, nas próximas semanas os relatos de grandes volumes de milho chegando vão começar a aumentar.

Mercado Externo

A Bolsa de Chicago (CBOT) também abriu a nova semana operando no campo negativo para os preços internacionais do milho futuro. As principais cotações recuavam dois dígitos por volta das 09h08 (horário de Brasília).

O vencimento julho/22 era cotado à US$ 7,42 com queda de 8,25 pontos, o setembro/22 valia US$ 6,67 com perda de 15,00 pontos, o dezembro/22 era negociado por US$ 6,58 com desvalorização de 15,75 pontos e o março/23 tinha valor de US$ 6,63 com baixa de 15,75 pontos.

Segundo informações da Agência Reuters, o milho de Chicago cai nesta segunda-feira, prejudicado pela perspectiva de melhora do clima em algumas regiões produtoras dos Estados Unidos.

A safra de milho do meio-oeste dos EUA era mais provável de receber algumas chuvas muito necessárias no início de sua fase de desenvolvimento de polinização que determina a produtividade, de acordo com as últimas previsões climáticas.

“As condições climáticas diminuíram um pouco e a expectativa de seca enfraqueceu”, disse Wang Xiaoyang, analista sênior da Sinolink Futures.

O USDA (Departamento de Agricultura dos Estados Unidos) deve divulgar sua pesquisa de área plantada de junho esta semana, com a expectativa de mostrar um aumento nas plantações de milho em relação à pesquisa de março.


COMUNICADO: Atenção caros internautas: recomenda-se critérios nas postagens de comentários abaixo, uma vez que seu autor poderá ser responsabilizado judicialmente caso denigra a imagem de terceiros. O aviso serve em especial aos que utilizam ferramentas de postagens ocultas ou falsas, pois podem ser facilmente identificadas pelo rastreamento do IP da máquina de origem, como já ocorreu.

A DIREÇÃO