Sergipana Rosangela Lázaro de Oliveira / Foto: Divulgação

Bolsonarista de primeira linha e autoconsiderada “conservadora de direita”, a sergipana Rosangela Lázaro de Oliveira está se lançando num projeto para tentar ser senadora pelo Estado de Rondônia, onde vive desde 1.991 exercendo a advocacia na capital.

O envolvimento com a vida pública do Estado remonta desta época, pois chegou a trabalhar no escritório de um advogado que havia sido Secretário de Segurança Pública do governador Jorge Teixeira, além de ter atuado como conciliadora do Juizado de Pequenas Causas entre 1.993 e 1.995, assim como ter passado por estágio no Ministério Público do Estado de Rondônia e atuado com assistente jurídica pela SEJUS na mesma época.

Rosangela também é inscrita na Ordem dos Jornalistas do Brasil (leia mais AQUI), e tem se dedicado ao ativismo político em defesa de valores patrióticos, cristãos, da família conservadora e da liberdade individual desde 2.013.  Atualmente é Diretora Presidente da Ordem dos Advogados Conservadores do Brasil no Estado de Rondônia e Coordenadora do Foro Conservador estadual.

Ela é uma das organizadoras e líder de diversos movimentos de rua e das redes sociais “em favor da nação brasileira e em apoio ao presidente da República Jair Messias Bolsonaro”, como afirmou em entrevista por telefone ao Extra de Rondônia, destacando também que advogou para o PSL no primeiro turno das eleições de 2.018, “sem cobrar nada”, assim como esteve ao lado dos caminhoneiros na paralização daquele mesmo ano.

Filiada ao AGIR (Ação, Gestão, Igualdade e Respeito), ela se prepara para concorrer pela primeira vez por uma legenda que apesar de ser derivada de partidos antigos, como o PRN e o PTC, não dispõe de fundo partidário, algo que não a incomoda. “Representamos a renovação que o povo tanto espera, e estamos confiantes que conseguiremos levar ao povo a nossa mensagem e nossas propostas, que estão perfeitamente alinhadas com o presidente Bolsonaro”, afirmou.

Ela argumenta que é necessária a saída de cena dos “medalhões e daqueles que já tiveram oportunidade e só decepcionaram a população, e que o presidente precisará ter ao seu lado no ano que vêm pessoas comprometidas com os mesmos valores que ele defende, e que sua pré-candidatura representa o atendimento desta demanda”.

Sua campanha está sendo feita na base do corpo a corpo, no apoio de lideranças em vários municípios, nas redes sociais, e “na crença de muitas pessoas que todos os dias entram em contato comigo para apoiar o nosso projeto”.

Ao Extra de Rondônia, Rosangela diz estar muito confiante e garante que mesmo com pouca estrutura, o AGIR terá também candidatos ao Executivo e nominatas completas para as eleições proporcionais. “Vamos apostar na proposta de renovação, e levar ao povo de Rondônia a esperança que tantos almejam por dias melhores, por uma política mais limpa, pelo fim da intervenção entre os Poderes da Republica contra o Executivo e na defesa implacável dos valores familiares e cristãos”, encerrou a pré-candidata.


COMUNICADO: Atenção caros internautas: recomenda-se critérios nas postagens de comentários abaixo, uma vez que seu autor poderá ser responsabilizado judicialmente caso denigra a imagem de terceiros. O aviso serve em especial aos que utilizam ferramentas de postagens ocultas ou falsas, pois podem ser facilmente identificadas pelo rastreamento do IP da máquina de origem, como já ocorreu.

A DIREÇÃO