Entorpecentes e objetos apreendidos pelos policiais militares de Vilhena

Um casal foi preso por policiais militares na noite de quinta-feira, 4, suspeitos de tráfico de drogas, em Vilhena.

De acordo com informações apuradas pela reportagem do Extra de Rondônia, uma guarnição fazia ronda de rotina pela Avenida 1705, no bairro Jardim Primavera, quando observaram um carro de aplicativo, no qual o condutor ao ver a viatura fechou os vidros rapidamente, fato que chamou a atenção dos militares.

Com isso, o veículo foi interceptado, e em seu interior, além do motorista havia um casal, e a mulher estava com uma criança de apenas um mês no colo. Em revista pessoal, foi localizado com o casal porções de drogas análogas a cocaína.

Contudo, o casal não portava nenhum tipo de documento que os identificasse. Com isso, convidou os policiais para irem a casa deles, um apartamento no bairro Jardim das Oliveiras, onde estaria os documentos pessoais.

Portando, ao chegarem ao local, os militares observaram que o casal não morava naquele imóvel.

Indagados, revelaram que ali morava a sogra e eles moravam numa casa no bairro Green Ville, onde a polícia já tinha informação que naquele local havia grande movimentação de pessoas, configurando que poderia ser uma boca de fumo.

Entretanto, a guarnição foi ao local, e em revista encontraram porções de entorpecentes em cima da geladeira e diversos objetos de procedência duvidosa.

Durante a incursão, o motorista do aplicativo recebeu chamada de um homem pedindo que levasse produto para ele em frente ao Shopping Vilhena, pois já estava sem.

Todavia, foi pedido apoio de outras guarnições e montado um cerco para averiguar o homem que havia pedido drogas via aplicativo.

No shopping, os militares identificaram o rapaz e ele ao perceber a presença da polícia investiu contra os militares, sendo necessário o uso da força moderada para contê-lo. Em revista foi localizado com ele porções de substancia aparentando ser cocaína.

Diante dos fatos, todos os envolvidos foram encaminhados para a Unidade de Segurança Pública (Unisp).

Contudo, ao chegarem com os detidos na delegacia, já havia um advogado a esperando para acompanhar o registro da ocorrência.


COMUNICADO: Atenção caros internautas: recomenda-se critérios nas postagens de comentários abaixo, uma vez que seu autor poderá ser responsabilizado judicialmente caso denigra a imagem de terceiros. O aviso serve em especial aos que utilizam ferramentas de postagens ocultas ou falsas, pois podem ser facilmente identificadas pelo rastreamento do IP da máquina de origem, como já ocorreu.

A DIREÇÃO