CORUMBIARA: Servidores estão revoltados com aumento de R$ 15,00 no auxilio alimentação e pressionam prefeito

Arquivado em: Conesul |

 

A redação do Extra de Rondônia recebeu informação que os servidores do município de Corumbiara, estão revoltados com o executivo que mandou para a Câmara Municipal de Vereadores um projeto de lei que aumenta em apenas R$ 15,00 o auxilio alimentação.

Com isso, procuraram o sindicato da categoria o SINDSCOR para tomar providências e pressionar o prefeito Laercio Marchini (PDT), a negociar um aumento mais plausível aos servidores.

Leia a nota na íntegra:

Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Corumbiara – SINDSCOR, pressionou o Executivo Municipal de Corumbiara e prefeito retira de pauta de Sessão Extraordinária projeto de lei que autorizaria o Executivo a conceder aumento de 15 (quinze reais) no auxilio alimentação dos servidores Municipais de Corumbiara.

Entendendo a revolta criada entre os servidores Públicos do Município de Corumbiara, devido a um projeto de lei que aumentaria o auxilio alimentação de forma insignificante, o sindicato dos servidores públicos de Corumbiara, em contato com um grupo de vereadores e tirando opiniões com os servidores, chegaram a um acordo de que não seria aprovado o projeto da forma que foi elaborado pelo executivo municipal.

Bem como é de conhecimento de todos, nós servidores municipais de Corumbiara estamos desde de 2014 sem recomposição de salário, por esse motivo esperávamos um reajuste no auxilio alimentação de forma que todos saíssem ganhando, mas o que vimos foi o desrespeito com os servidores, é notório que o nosso poder de compras vem sendo comprometido ao longo dos anos, portanto esperávamos uma proposta que nos viesse a trazer sustentabilidade e não um ato de humilhação e de total descomprometimento com os servidores municipais de Corumbiara, afirmou o Presidente do SINDSCOR, Evando Scapolan.

Entretanto, esperamos que no decorrer dos dias sejamos convocados para conversarmos e tentarmos chegar a um acordo, é o mínimo que o Sindicato quer, e tudo isso esperamos que seja decidido da melhor maneira possível para que todos os servidores fiquem satisfeitos.

Texto: Extra de Rondônia/Assessoria

Foto: Extra de Rondônia