Estamos em guerra governo 728×90  – ALE celular 300×250
Estamos em guerra 468×60

onibus escolarO comunicador Paulo Mendes enviou uma matéria à imprensa nesta terça-feira, 26, denunciando o uso indevido de um ônibus pertencente ao município de Vilhena, que levou um grupo de catequistas da Igreja Católica a uma excursão no município de Cacoal. Ele explicou que o veículo não pode ser usado para esta finalidade e garantiu que o titular da Secretaria Municipal de Educação (Semed) afirmou desconhecer o caso. Veja matéria na íntegra.

O ônibus escolar do Programa “Caminho da Escola”, desenvolvido pelo Governo Federal, de placa NBM 3026, e propriedade da prefeitura de Vilhena, foi flagrado no estacionamento do Cacoal Selva Park, na cidade Cacoal, para onde levou, neste último sábado, 23, um grupo de 22 jovens da Igreja católica Nossa Senhora das Graças e teriam ido ao Parque para uma confraternização.

O grupo era formado por catequizandos da igreja e não por alunos que estariam em um dia de lazer previsto dentro do projeto pedagógico de alguma escola da rede municipal. Procurado para falar sobre o assunto, um dos responsáveis pela catequese, o catequista que se identificou apenas como Vanderlei, disse que teve autorização expressa em documento assinado pelo prefeito Zé Rover (PP).

Segundo a Resolução Nº 45 do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE), os ônibus escolares são de uso exclusivo ao atendimento dos alunos devidamente matriculados nas escolas das redes municipal e estadual, dentro dos limites previstos no plano de transporte feito pelos gestores do serviço nos municípios ou no estado. Outra regra, é que os alunos transportados devem ser relacionados previamente em documento próprio do Ministério da Educação e o documento deve ficar em poder do motorista, principalmente em deslocamentos fora da cidade.  A Resolução diz ainda no artigo 13, que a utilização indevida dos veículos de transportes escolares sujeita o agente púbico às sanções na forma da legislação.

O Secretário Municipal de Educação, José Carlos Arrigo disse que esta é uma prática comum das próprias escolas, já que as instituições de ensino apresentam seus projetos para utilização do ônibus. Arrigo lembrou que no sábado anterior, dia 16, várias escolas levaram seus alunos ao Selva Park mas garantiu desconhecer o caso do último sábado, registrado.

Através da página de relacionamentos “Facebook”, uma das testemunhas vilhenenses que presenciou o fato, disse ter falado com algumas pessoas do grupo, que teriam afirmado ter conseguido o ônibus somente após garantirem apoio à candidatura de Ezequiel Neiva (PMDB), para o pleito eleitoral do ano que vem.

O motorista revelou que apesar do transporte, o grupo pagou pelo combustível usado nos 460 km da viagem. O Extra de Rondônia deixa espaço aberto para o ex-deputado estadual comentar sobre o assunto. O Prefeito Rover, por sua vez, está em Manaus, em expedição comandada pelo Senador Acir Gurgacz (PDT).

alunos no nerio

Fonte: Extra de Rondônia

Texto: Paulo Mendes

Fotos: Paulo Mendes

estamos em guerra 728×90 2
covid 468×60

COMUNICADO: Atenção caros internautas: recomenda-se critérios nas postagens de comentários abaixo, uma vez que seu autor poderá ser responsabilizado judicialmente caso denigra a imagem de terceiros. O aviso serve em especial aos que utilizam ferramentas de postagens ocultas ou falsas, pois podem ser facilmente identificadas pelo rastreamento do IP da máquina de origem, como já ocorreu.

A DIREÇÃO