Estamos em guerra governo 728×90  – ALE celular 300×250
Estamos em guerra 468×60

suspeitoOs investigadores da Polícia Civil já estão no encalço do segundo assaltante (ainda não identificado) que levou cerca de R$ 1.5 mil durante um assalto ao promoter Adelço Bastos, proprietário da casa Noturna Puby, na manhã da última segunda-feira, 6. O assaltante ainda não identificado e Diego Servi, 25 anos, surpreenderam o empresário na Avenida Liberdade, quando ele desceu do carro e ia se encontrar com seus sócios. A dupla de assaltantes chegou de motocicleta e com uma arma tentaram levar o dinheiro que estava com Adelço.

Ao serem atropelados pelo sócio de Adelço, Eliton Costa, o segundo assaltante conseguiu fugir a pé com um dos malotes. De acordo com versão de Eliton Costa, o criminoso correu pela rua Getúlio Vargas sentido Capitão Castro, e em seguida desceu pela Rua Osvaldo Cruz, onde se escondeu em uma loja de informática.

As câmeras de segurança da empresa filmaram um homem que entrou no local minutos depois do assalto, que tem características parecidas com as do assaltante que fugiu. Ele permaneceu na empresa por pouco tempo e logo depois a segunda câmera da loja registrou o momento em que ele sai de carona em uma motocicleta escura.

Este é o único suspeito do crime. Os investigadores da Polícia Civil informaram que vão analisar as imagens registradas pelas câmeras de segurança da Polícia Militar, para ter mais detalhes das características do assaltante. De acordo com fontes do Extra de Rondônia o assaltante Diego Servi não contou, ainda, a identidade de seu comparsa. Ele disse que o conheceu minutos antes do crime, quando foi convidado para dar uma volta na rua atrás de “dinheiro fácil”. Diego pode ser a chave para a elucidação deste crime.

Veja o vídeo:

http://www.youtube.com/watch?v=WWIqqpsOkGY&feature=youtu.be

Fonte: Extra de Rondônia

Texto: Rômulo Azevedo

Foto: Reprodução

estamos em guerra 728×90 2
covid 468×60

COMUNICADO: Atenção caros internautas: recomenda-se critérios nas postagens de comentários abaixo, uma vez que seu autor poderá ser responsabilizado judicialmente caso denigra a imagem de terceiros. O aviso serve em especial aos que utilizam ferramentas de postagens ocultas ou falsas, pois podem ser facilmente identificadas pelo rastreamento do IP da máquina de origem, como já ocorreu.

A DIREÇÃO