Estamos em guerra governo 728×90  – ALE celular 300×250
Estamos em guerra 468×60

AMIR TRAN2(2)O deputado federal Amir Lando (PMDB-RO) em discurso proferido ontem no plenário da Câmara dos Deputados demonstrou mais uma vez preocupação com as enchentes do Rio Madeira que com nível atingindo 17,79 metros, já desabrigou cerca de 1.200 famílias na cidade de Porto Velho, Guajará-mirim, Fortaleza do Abunã, região de Humaitá e diversas cidades ribeirinhas causando seis mortes.

 

Amir disse que o ministro da Integração Nacional esteve em Rondônia, verificando “in loco’ a situação, mas, torna-se necessário que os recursos cheguem o mais rápido possível para socorrer os desabrigados”.

 

Vários municípios estão com sua população isolada e já começam a faltar gêneros de primeira necessidade. “A população lança um SOS ao governo federal”, frisou.

 

Amir considerou o Rio madeira como um “monstro indomável”. Para ele, não se tinha conhecimento da operacionalidade dessas usinas que funcionam como copos cheios, onde uma gota a mais, transborda e derrama toda a água. “É preciso abrir as comportas para diminuir a pressão nas barragens, mas, não temos como prevê, o que acontecerá depois”, disse.

 

Para o parlamentar, o país tem obrigação de socorrer Rondônia, afinal, a energia gerada pelas duas usinas, vão abastecer o Brasil e os impostos cobrados, ficarão nos Estados beneficiados.

 

A maior preocupação disse Amir, é com o rompimento da barragem que está com muita água represada realizando uma forte pressão, deixando a população em estado de alerta e com muito medo de um desastre ainda maior. “É preciso que os engenheiros responsáveis pela usina de Santo Antônio expliquem o funcionamento e os perigos que porventura corremos, principalmente para a defesa civil que encontra dificuldade de acesso à informação”, finalizou.

 

Autor:  Carlos Terceiro

Foto: Assessoria

estamos em guerra 728×90 2
covid 468×60

COMUNICADO: Atenção caros internautas: recomenda-se critérios nas postagens de comentários abaixo, uma vez que seu autor poderá ser responsabilizado judicialmente caso denigra a imagem de terceiros. O aviso serve em especial aos que utilizam ferramentas de postagens ocultas ou falsas, pois podem ser facilmente identificadas pelo rastreamento do IP da máquina de origem, como já ocorreu.

A DIREÇÃO