Estamos em guerra governo 728×90  – ALE celular 300×250
SAM_0004
Réus mataram três homens, balearam um outro e uma criança, em janeiro de 2010.
Estamos em guerra 468×60

O julgamento dos três envolvidos na “chacina do porco” pode ser considerado o de maior repercussão e demora em 2014. O plenário começou o julgamento ás 08h30, desta segunda-feira, 31, no Fórum de Vilhena, e só terminou às 20h00.

Os acusados de terem planejado uma emboscada e assassinado três homens, baleado um outro e uma criança de quatro anos, em janeiro de 2010, no Distrito de Nova Conquista, foram condenados.

Antonio Carlos Deminski, o “Tonhão”, acusado de ser o mandante do crime foi condenado a 21 anos de reclusão. Já seus comparsas na empreitada, os irmãos Julinei Gonçalves Bezerra, o “Gordo”; e Wilson Gonçalves Bezerra, o “Macarrão”, pegaram 20 anos de regime fechado.

A juíza de Direito, Liliane Pegoraro Bilharva, ao ler a sentença destacou que os réus são frios e apresentam perigo á sociedade, já que planejaram a morte das vítimas por motivos considerados fúteis, além de tentarem contra a vida de um indefeso.

>>> LEIA MAIS A RESPEITO DO ASSUNTO NO LINK ABAIXO:

http://www.extraderondonia.com.br/2013/12/31/chacina-do-porco-acusados-de-matar-tres-em-nova-conquista-serao-julgados-em-marco/

Fonte: Extra de Rondônia

Texto e Foto: Matias Siqueira

estamos em guerra 728×90 2
covid 468×60

COMUNICADO: Atenção caros internautas: recomenda-se critérios nas postagens de comentários abaixo, uma vez que seu autor poderá ser responsabilizado judicialmente caso denigra a imagem de terceiros. O aviso serve em especial aos que utilizam ferramentas de postagens ocultas ou falsas, pois podem ser facilmente identificadas pelo rastreamento do IP da máquina de origem, como já ocorreu.

A DIREÇÃO