Foto: Reprodução

O caso foi registrado pela Polícia Militar (PM) na tarde de quarta-feira, 22, na Unidade Integrada de Segurança Púbica (Unisp), de Vilhena.

Conforme Boletim de Ocorrência (BO), a vítima, o servidor público P.L.M, de 47 anos, chamou a polícia no Hospital Regional de Vilhena, e contou que estava desempenhando suas funções na sala de triagem quando C.R.L, de 33 anos, chegou no hospital e queria ser atendido naquele momento, e para isso, teria que passar na frente de dezenas de pessoas que estavam na fila.

Contudo, o servidor explicou que ele teria que aguardar sua vez, mas o paciente se exaltou proferiu palavras de baixo calão e empurrou o atendente. O agressor havia ido ao hospital trocar o curativo do rosto.

O fato foi registrado na delegacia para que providencias sejam tomadas persistente ao caso.

 


COMUNICADO: Atenção caros internautas: recomenda-se critérios nas postagens de comentários abaixo, uma vez que seu autor poderá ser responsabilizado judicialmente caso denigra a imagem de terceiros. O aviso serve em especial aos que utilizam ferramentas de postagens ocultas ou falsas, pois podem ser facilmente identificadas pelo rastreamento do IP da máquina de origem, como já ocorreu.

A DIREÇÃO