Estamos em guerra 728×90

 

Marcas do cone de concreto arrastado pelo veículo / Foto: Divulgação

A proprietária de um prédio acusada de danificar o veículo de F.F.A., 54 anos, na última terça-feira 28, em um estacionamento na Rua Domingues Linhares no centro de Vilhena realizou um registro com fotos anexadas comprovando que não houve danos. (Leia Aqui)

De acordo com o Boletim de Ocorrências (B.O), a proprietária chegou no prédio onde está finalizando umas obras, momento no qual ouviu um barulho de batida. Ao ir verificar, viu que a servidora pública arrastou por cerca de dois metros um cone de concreto do local para estacionar seu veículo. O carro ficou estacionado transversalmente entre uma faixa de acessibilidade e a calçada rebaixada.

Como no momento do impacto estava ao telefone, não viu de quem era o carro, então perguntou para as pessoas próximas ao local que a informaram ser de uma funcionária da escola.

A proprietária foi até a escola e pediu para que a servidora tirasse o veículo do local e estaciona a frente, pois tinha que terminar alguns reparos da obra, porém a mulher fazendo caras e bocas se recusou afirmando que a calçada era pública, momento em que disse: “É por servidores que agem como a senhora que o nosso país está do jeito que está”, saiu e acionou a Polícia Militar de Trânsito (P-tran).

Ao chegar no local, os agentes informaram que não poderiam fazer nada, pois o veículo estava estacionado a 90º e orientou a proprietária a acionar a Policia Civil para registrar uma ocorrência. Com isso, a empresária saiu para seu compromisso.

Tempo depois, uma funcionária ligou informando que a servidora pública estava com a polícia alegando que ela havia danificado seu carro com pregos. De acordo com a proprietária o relato de F.F.A. é mentiroso, pois os danos causados na porta do veículo são do impacto com os cones de concreto e que a mulher havia se aproveitado da situação para criar polêmica.

Foto: Divulgação
Foto: Divulgação
Foto: Divulgação
Foto: Divulgação
Estamos em guerra 468×60

COMUNICADO: Atenção caros internautas: recomenda-se critérios nas postagens de comentários abaixo, uma vez que seu autor poderá ser responsabilizado judicialmente caso denigra a imagem de terceiros. O aviso serve em especial aos que utilizam ferramentas de postagens ocultas ou falsas, pois podem ser facilmente identificadas pelo rastreamento do IP da máquina de origem, como já ocorreu.

A DIREÇÃO