Das mulheres foram alvos de criminosos / Foto: Acervo Extra

Mais dois casos de estelionato foram registrados junto a Unidade Integrada de segurança Pública de Vilhena (Unisp) na última quarta-feira 05.

O primeiro foi da técnica em enfermagem E.A.S., 50 anos, que tem recebido diversos e-mails e telefonemas de um suposto funcionário da empresa Koin de São Paulo, alegando que ela possui um débito de R$ 3.060,00 referente a compra de passagens na Decolar.com adquiridas no dia 02 de dezembro de 2019.

A técnica alega não reconhecer a dívida, pois adquiriu passagens na Vilhetur em período anterior à data citada pelo suposto funcionário e acredita estar sendo vítima de um estelionatário.

O segundo caso foi R.C.T.S.R., 50 anos, que entrou em contato com o banco para renegociar a dívida do financiamento de seu veículo e foi orientada pelo gerente a realizar os procedimentos via internet, pois devido a pandemia os atendimentos aconteciam de forma virtual.

Ao acessar o site, a vítima fez um vídeo e voltou a procurar o gerente que confirmou a autenticidade da plataforma. Com isso, R.C.T.S.R. teve alguns problemas para gerar o boleto e voltou a procurar o gerente, que afirmou ser comum a demora para gerar o documento devido a demanda de pessoas.

Conseguindo gerar o boleto no valor de R$ 1.369,00 a vítima efetuou o pagamento e descobriu que o nome social era da empresa Submarino e desconfia ter caído em um golpe.

sicoob credisul
vacina 728×90

COMUNICADO: Atenção caros internautas: recomenda-se critérios nas postagens de comentários abaixo, uma vez que seu autor poderá ser responsabilizado judicialmente caso denigra a imagem de terceiros. O aviso serve em especial aos que utilizam ferramentas de postagens ocultas ou falsas, pois podem ser facilmente identificadas pelo rastreamento do IP da máquina de origem, como já ocorreu.

A DIREÇÃO