Posto de saúde Cristo Rei/Foto: Acerco Extra de Rondônia

Na tarde de quarta-feira, 9, uma mulher procurou a polícia e contou que havia sido maltratada e expulsa do posto de saúde no bairro Cristo Rei, em Vilhena.

A vítima disse que foi a unidade de saúde para ser atendida e uma das chefes havia fornecido um prontuário preenchido de próprio punho. Porém, quando a vítima chegou na unidade, um homem lhe atendeu de modo grosseiro, inclusive gritando, e a questionou sobre a origem do prontuário, tomou o documento da mão dela e rasgou e a expulsou do posto de saúde, não dando oportunidade dela explicar como havia conseguido o prontuário.

O OUTRO LADO

A reportagem do Extra de Rondônia, entrou em contado via telefone com a unidade de saúde, sendo atendida por uma servidora que pediu para que seu nome não fosse citado.

A servidora disse que estava na tarde de ontem no posto de saúde e negou que o fato tenha acontecido.

Além disso, disse que servidor que estava atendendo é muito amável com as pessoas que precisam e necessitam dos serviços da unidade.

A servidora relata que os prontuários são digitalizados e não entrega nenhum tipo de documento aos pacientes.

“O que acontece muito, é de o paciente querer passar na frente de outros e isso gera revolta de quem está na fila esperando sua vez, já que é distribuído senhas na ordem de chegada”, disse a servidora.

sicoob credisul
vacina 728×90

COMUNICADO: Atenção caros internautas: recomenda-se critérios nas postagens de comentários abaixo, uma vez que seu autor poderá ser responsabilizado judicialmente caso denigra a imagem de terceiros. O aviso serve em especial aos que utilizam ferramentas de postagens ocultas ou falsas, pois podem ser facilmente identificadas pelo rastreamento do IP da máquina de origem, como já ocorreu.

A DIREÇÃO