Foto: Ilustrativa

O governo do Estado, por meio da Agência de Defesa Sanitária Agrosilvopastoril (Idaron), e o Ministério da Agricultura Pecuária e Abastecimento (Mapa), por meio de sua Superintendência Federal em Rondônia, iniciaram o segundo curso de formação de classificadores de café – Grão CRU, no último dia 13, em Cacoal.

A iniciativa, realizada em parceria com o Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Rondônia (Ifro/Cacoal), deve contribuir para a melhoria da qualidade do café no Estado.

O curso, realizado no campus Cacoal do Ifro, tem a duração de 13 dias, com carga horária de 80 horas e previsão de término no dia 25 de outubro. “O objetivo é promover a formação de profissionais liberais e de instituições públicas e privadas que trabalham junto à cadeia produtiva do café, como a Associação dos Cafeicultores da Região das Matas de Rondônia (Caferon), Cooperativa dos Agricultores Familiares da Amazonia (Lacoop), Entidade Autárquica de Assistência Técnica e Extensão Rural (Emater-RO) e Ifro, em conhecimentos e habilidades na classificação física de café, de acordo com os padrões oficiais de classificação instituídos pelos Regulamentos Técnicos aprovados pelas Instruções Normativas do Mapa”, explicou Jessé de Oliveira Júnior, gerente de Inspeção e Defesa Sanitária Vegetal da Idaron.

Segundo a Idaron, a meta do curso é ampliar a disponibilidade do serviço de classificação de produtos de origem vegetal, face à demanda de produção de café de qualidade do Estado, bem como apoiar os concursos de qualidade do café promovidos pelo Governo do Estado. Ao final do curso, se aprovados, os profissionais poderão solicitar o credenciamento como classificadores oficiais de café grão cru, junto ao Mapa.

sicoob credisul

COMUNICADO: Atenção caros internautas: recomenda-se critérios nas postagens de comentários abaixo, uma vez que seu autor poderá ser responsabilizado judicialmente caso denigra a imagem de terceiros. O aviso serve em especial aos que utilizam ferramentas de postagens ocultas ou falsas, pois podem ser facilmente identificadas pelo rastreamento do IP da máquina de origem, como já ocorreu.

A DIREÇÃO