Fotos: Divulgação

Na manhã desta sexta-feira, 26, Núbio Lopes de Oliveira, titular do Departamento de Homicídio e Proteção à Pessoa (DHPP), afirmou a reportagem do Extra de Rondônia, que a tentativa de homicídio contra o radialista Isac Laurentino não aconteceu, foi bala perdida. Relembre (AQUI)

Segundo o delegado, na ocasião do suposto atentado, Isac chamou a Polícia Militar e contou que trafegava em seu carro Fiat Siena pela Avenida Marques Henrique, sentido Unir, quando uma dupla em uma moto se aproximou e disparou contra seu veículo acertando no vidro traseiro.

Logo após do suposto atentado, investigadores da Polícia Civil entraram em campo para identificar e prender os criminosos.

Contudo, depois de averiguar minuciosamente diversas imagens capturadas por câmeras de segurança e ouvir pessoas, o delegado e sua equipe concluíram que não houve tentativa de assassinato contra o radialista.

Núbio ressalta que o carro foi atingido, mas por uma bala perdida, fato que não é comum em Vilhena. Provavelmente alguém atirou para o alto e na queda o disparo acertou o vidro do carro. Com isso, o caso foi encerrado.

sicoob credisul
vacina 728×90

COMUNICADO: Atenção caros internautas: recomenda-se critérios nas postagens de comentários abaixo, uma vez que seu autor poderá ser responsabilizado judicialmente caso denigra a imagem de terceiros. O aviso serve em especial aos que utilizam ferramentas de postagens ocultas ou falsas, pois podem ser facilmente identificadas pelo rastreamento do IP da máquina de origem, como já ocorreu.

A DIREÇÃO