dengue 728×90 – 2
Ivo Cassol foi condenado a 4 anos, 8 meses e 26 dias pelo crime de fraude em licitação
Ivo Cassol foi condenado a 4 anos, 8 meses e 26 dias pelo crime de fraude em licitação

Há três meses, o senador Ivo Cassol (PP-RO) foi condenado a quatro anos, oito meses e 26 dias pelo crime de fraude em licitação, mas até agora o Supremo Tribunal Federal não publicou o acórdão, documento que resume o julgamento. Só, então, é que a defesa deve decidir o que fazer para evitar a prisão do senador – assim como os mensaleiros – em regime semiaberto.

Enquanto o processo se arrasta, o Senado também fecha os olhos com base na nova orientação do Supremo. Ao contrário do que ocorreu na Ação Penal 470, o processo do mensalão, a maioria dos ministros decidiu que o STF não pode cassar o mandato do parlamentar automaticamente a partir da condenação. Seis dos 10 ministros entenderam que, segundo a Constituição, somente o Congresso Nacional pode decidir pela cassação, depois de ser informado sobre a condenação.

O resultado mudou porque dois novos ministros, que não participaram do julgamento do mérito do mensalão, Teori Zavascki e Roberto Barroso, aderiram à tese mais benéfica ao parlamentar. Diante disso, Cassol continua exercendo o mandato. E gastando a verba parlamentar. Este ano, é o campeão entre os 81 senadores em gastos com divulgação do mandato. Dos R$ 364.365,53 da verba parlamentar usada até aqui, Cassol torrou 162.246,50 com divulgação da atividade de senador.

 

Texto: Klecio Santos (Grupo RBS em Brasília)

Foto: Divulgação

dengue 728×90

COMUNICADO: Atenção caros internautas: recomenda-se critérios nas postagens de comentários abaixo, uma vez que seu autor poderá ser responsabilizado judicialmente caso denigra a imagem de terceiros. O aviso serve em especial aos que utilizam ferramentas de postagens ocultas ou falsas, pois podem ser facilmente identificadas pelo rastreamento do IP da máquina de origem, como já ocorreu.

A DIREÇÃO