Estamos em guerra governo 728×90  – ALE celular 300×250
Estamos em guerra 468×60

confucio mouraO Governador do estado de Rondônia, Confúcio Moura (PMDB) recebeu das mãos do Diretor Geral do Extra de Rondônia, Orlando Caro, nesta quarta-feira, 18, um questionário desenvolvido pelos Jornalistas da redação da página eletrônica, sobre os principais pontos do governo de Confúcio na região. As perguntas foram rapidamente respondidas pelo chefe do executivo estadual e você poderá conferir na íntegra o material enviado a Confúcio.

O principal tema abordado pelo questionário foi o “Asfalto Bom”, obra do governo do estado que resultou no asfaltamento de 20 quilômetros de ruas e avenidas de Vilhena, e que nas primeiras chuvas já demonstrou fragilidade. Outro tema abordado foi o relacionamento conturbado com o presidente da ALE, Hermínio Coelho (PSD), bem como as eleições do ano que vem. Confira.

 

1 – Senhor Governador, o asfalto implantado em Vilhena, e custeado pelo Governo do Estado, cujo nome é “Asfalto Bom”, com a chegada das chuvas, mostrou-se não ser tão bom quanto se pregou. Ele acumula água e já começa a demonstrar fragilidade. Como o senhor explica isso?

Importante a sua pergunta, porque ainda há tempo de a empresa contratada, se houver defeitos na pavimentação asfáltica, comprovadamente, por falta de capricho dela e da fiscalização, poder reparar as falhas. É o que farei. Mandarei notificá-la, como fundamento deste questionamento.

 

2  Vilhena, ou algum outro município do Cone Sul irá receber mais asfalto até o ano que vem? Caso a resposta seja afirmativa, quais municípios?

Somente o município de Castanheiras não recebeu asfaltamento neste ano. Cujubim recebeu em 2011. Alto Alegre também. Estes três municípios serão os primeiros a serem beneficiados em 2014. Os demais se não foram ainda executados, estão com os processos prontos para os serviços em 2014, como é o caso de Cerejeiras.

 

3-  Quais são os projetos voltados para a infraestrutura do Cone Sul?

Vamos continuar trabalhando as estradas, a recuperação e substituição de pontes de madeiras por bueiros ármicos e galerias. Também uma rodovia que dará acesso às minas de calcário em Pimenta Bueno. Esta estrada que será aberta e cascalhada pelo Estado encurtará o caminho do calcário para o Cone Sul. Trará grande benefício ao setor produtivo.  No mais serão praças, investimentos nas escolas, UNISP (Unidade Integrada de Segurança Publica em Vilhena. Iniciaremos a pavimentação de Cerejeiras à Pimenteiras, no primeiro tempo virão pontes, bueiros, galerias e drenagens.

 

 

4-  Segundo declarações do presidente da ALE, Hermínio Coelho, o senhor cortou doações de sementes aos produtores rurais de Rondônia, projeto que já vinha tendo resultados. Isso é verdade? Por que?

 

Mudamos o rumo da produção do Estado. Ao invés de doar sementes, que sempre chegavam com atraso e cartelizava a compra  para uma mesma empresa vendedora, por muitos anos seguidos, passaremos a oferecer crédito barato para os produtores, para que possam comprar onde quiserem as suas sementes. Rondônia avançou muito. E não pode se dar ao luxo do Governo ficar entregando sacas de sementes de linha em linha. Um serviço miúdo que não leva a lugar nenhum. Burocratizando as coisas ao invés de simplificar.

 

5- Na sua opinião, porque Hermínio Coelho lhe ataca tanto? Qual é a relação entre o senhor e os Deputados Estaduais?

 

Não sei. Creio que por escolha de ação política para merecimento de mídia. É sempre assim, muitos parlamentares optam por este caminho. Da crítica ferrenha e dura. JK teve críticos mordazes, nem por isso deixou de brilhar. Getúlio também, inclusive, foi induzido ao suicídio. FHC nem se fala, o tanto que sofreu, mesmo assim, deixou legado maravilhoso para o país.  Teixerão, aqui em Rondônia, quanto padeceu de duras críticas do próprio PMDB que sou filiado. Jerônimo Santana, meu Deus, este assim, foi duramente injuriado e perseguido, mas, seu nome em Rondônia ainda é mitológico. E assim vai. E eu, por que não? Não sou diferente de ninguém.

 

 

6- Governador, quais são suas pretensões políticas? E os seus aliados, quem são?

 

A minha pretensão política está escrita na minha própria biografia. Trabalhar duro e sempre por onde passei, fui respeitado. O futuro não me pertence. Sou conduzido pelos acontecimentos. Não posso interferir no seu ritmo e nem na sua velocidade. Os aliados serão os que sempre tive e os que merecerei.

 

 

7- Qual é o projeto desenvolvido no seu governo que o senhor mais se orgulha? Porque?

 

Tenho 14 projetos prioritários que conduzo. E todos são igualmente importantes e essenciais.

 

 

8- O ex-senador Expedito Junior (PSDB) já disse que será candidato nas próximas eleições contra o senhor. O PSDB foi um aliado em sua campanha, agora virá como oponente. E os membros do partido que estão no seu governo, a exemplo do secretário Evandro Padovani, deverão permanecer nos cargos? Por que?

 

Expedito Júnior é político valoroso. Tem um currículo excelente. Caso eu seja candidato e ele também, será um oponente que devo respeitar muito. Padovani é um Secretário competente. Querido. Não foi indicação política do PSDB. Ele veio para o Governo conduzido por suas boas referências. A ele deve ser feita a pergunta.

 

 

9-  Como fica a sua relação política com o poder executivo municipal em Vilhena, tendo em vista o fato de que o prefeito Rover lhe cobra constantemente o pagamento mensal da UTI, e ainda por cima faz parte da base aliada do Senador Ivo Cassol, que já garantiu que irá participar das próximas eleições para governador apoiando algum candidato?

 

O Prefeito Rover é um líder importante. Tem o seu partido e a ele é fiel. Tem os seus companheiros. Claro, que sou parceiro de todos os prefeitos. A nenhum excluí das ações do meu Governo. Inclusive, se perguntarem agora, qual o partido do Prefeito, eu terei dificuldade em responder. Nunca perguntei a ele. Sobre a UTI temos compromisso ainda pendente. Mas, com certeza, será honrado, porque Vilhena é o único município do Estado que tem uma UTI administrada pela Prefeitura. O que é um bom exemplo.

 

confucio moura em viilhena caminhada

 

Fonte: Extra de Rondônia

Texto: Da Redação

foto: Arquivo E/R

estamos em guerra 728×90 2
covid 468×60

COMUNICADO: Atenção caros internautas: recomenda-se critérios nas postagens de comentários abaixo, uma vez que seu autor poderá ser responsabilizado judicialmente caso denigra a imagem de terceiros. O aviso serve em especial aos que utilizam ferramentas de postagens ocultas ou falsas, pois podem ser facilmente identificadas pelo rastreamento do IP da máquina de origem, como já ocorreu.

A DIREÇÃO