Estamos em guerra governo 728×90  – ALE celular 300×250
Estamos em guerra 468×60

casa-destruida-CAPA-300x224A Justiça decidiu e a coloradense Dalla Vale vai continuar indenizando uma família que teve a casa destruída por uma máquina da empresa. O fato aconteceu no dia 23 de agosto de 2013.

Segundo a família, na ocasião, além da casa, foram destruídas algumas mobílias e objetos pessoais. Depois, a empresa se responsabilizou pelo acidente e começou a reformar a casa, porém, não concluiu os trabalhos, além de não substituir os móveis e eletrodomésticos destruídos.

Segundos os requerentes – Jonas de Oliveira, Maria de Lourdes Ribeiro Oliveira e Olea Goes de Oliveira –  a empresa, no mês de dezembro, parou de pagar o aluguel da casa onde estavam até a finalização da reforma.

Ao analisar a ação, o juiz de Direito Eli da Costa Júnior, avaliou que “evidente que a situação vivida pelos requerentes está lhes gerando prejuízos financeiros, sendo ainda que estão na iminência de ficar sem habilitação, já que tiveram a residência parcialmente destruída e dependem de alugar outro imóvel até a reforma definitiva da casa”.

O magistrado, em decisão proferida na última quinta-feira, 10 de abril, determinou que a empresa volte a pagar o aluguel do imóvel onde os autores estão residindo, inclusive, quitando os atrasados, além de comprar alguns móveis considerados essenciais, dentre eles, dois guarda-roupas de quatro portas; dois colchões de casal; um colchão de solteiro; duas camas de casal e uma cama de solteiro. Caso a empresa descumpra a decisão, terá que pagar multa diária de R$ 100,00.

 

RELEMBRE O CASO

Era uma sexta-feira à tarde, e a motoniveladora modelo Volvo G940, da empresa Dalla Valle, realizava serviço de terraplanagem. Às 15h10, ao fazer uma manobra, o condutor Osmar Silva dos Santos, 42, funcionário da empresa, perdeu o controle da direção e o maquinário desceu de ré pela Avenida Rio Madeira, invadindo duas residências próximas da Rua Guarani.

A primeira propriedade, pertencente à Márcia Aparecida Rodrigues, 34, teve vários cômodos destruídos, além de abalar toda a estrutura da casa. Não havia ninguém no imóvel no momento do acidente.

Já a casa vizinha, pertencente à família Oliveira foi partida ao meio. A máquina acertou em cheio a casa, destruiu paredes, teto e móveis. No momento do acidente, Jonas de Oliveira estava na residência junto com sua esposa Oléia Góis de Oliveira, e sua mãe Maria de Lourdes Ribeiro de Oliveira. A idosa estava no quarto deitada e viu a motoniveladora entrar na residência.

 

casa-destruida-2

Processo 01

 

Processo 02

Processo 03

>>> LEIA MAIS A RESPEITO DO ASSUNTO NO LINK ABAIXO:

http://www.extraderondonia.com.br/2014/01/30/coloradenses-exigem-que-dalla-vale-cumpra-acordo-casa-foi-destruida-por-motoniveladora-da-empresa-2/

 

Texto: Extra de Rondônia

Foto: Arquivo E/R

 

estamos em guerra 728×90 2
covid 468×60

COMUNICADO: Atenção caros internautas: recomenda-se critérios nas postagens de comentários abaixo, uma vez que seu autor poderá ser responsabilizado judicialmente caso denigra a imagem de terceiros. O aviso serve em especial aos que utilizam ferramentas de postagens ocultas ou falsas, pois podem ser facilmente identificadas pelo rastreamento do IP da máquina de origem, como já ocorreu.

A DIREÇÃO