REUN 1Em reunião realizada na manhã do sábado, 18, em Rolim de Moura, uma comissão de trabalhadores dos frigoríficos do município denunciou à Central Única dos Trabalhadores (CUT) praticas anti-sindicais que estariam sendo cometidas pelo frigorífico JBS Friboi e o Sindicato dos Trabalhadores nas Indústrias de Carne de Rolim de Moura (SINTRA-ALI), que resultaram na demissão do funcionário do JBS que lidera a comissão, Cleiton Alves Cardoso. A comissão reivindica a imediata reintegração de Cleiton, vítima de perseguição sindical.

O descontentamento da categoria com o SINTRA-ALI já vem de muitos anos, pois os trabalhadores acusam o sindicato de omissão, de “ser parceiro” das empresas, como dizem os próprios gerentes, pela falta de transparência nas negociações coletivas, nas prestações de contas e no processo eleitoral, que seriam feitos sem ampla publicidade e conhecimento dos trabalhadores.

O sindicato sequer distribuiria um boletim informativo para divulgar suas atividades ou denunciar as irregularidades que acontecem nos frigoríficos Friboi, Marfrig e Minerva.

Os fatos que resultaram na demissão de Cleiton Cardoso começaram no início de abril, quando os trabalhadores começaram recolher assinaturas em um abaixo-assinado para exigir a destituição do presidente do SINTRA-ALI, que coletou aproximadamente 500 assinaturas. Alguns dias antes da demissão do coordenador da comissão, o gerente do JBS Friboi teve uma conversa com ele e alertou-o de que a diretoria da empresa teria recebido reclamações do sindicato sobre a atuação dele, tendo o aconselhado a parar imediatamente de  “mexer com o sindicato”. O SINTRA-ALI é presidido por Adilson Victor da Cruz há cerca de 15 anos.

Segundo a assessoria, as práticas anti-sindicais estão comprovadas. Por exemplo, no último processo eleitoral, que ocorreu numa assembleia realizada no 15 de janeiro de 2013, na sede do SINTRA-ALI em Rolim de Moura, em pleno horário de expediente, impossibilitando completamente a participação dos filiados.

Os trabalhadores denunciaram, também, o SINTA-ALI por omissão, por não fiscalizar ou denunciar as irregularidades que acontecem nos frigoríficos.

Indignados, no último dia 9 deste mês, os trabalhadores realizaram uma reunião, com aproximadamente 250 participantes, na sede da OAB de Rolim de Moura e decidiram intensificar a campanha para democratizar o SINTRA-ALI.

 

Texto e Foto: Assessoria

sicoob credisul
vacina 728×90

COMUNICADO: Atenção caros internautas: recomenda-se critérios nas postagens de comentários abaixo, uma vez que seu autor poderá ser responsabilizado judicialmente caso denigra a imagem de terceiros. O aviso serve em especial aos que utilizam ferramentas de postagens ocultas ou falsas, pois podem ser facilmente identificadas pelo rastreamento do IP da máquina de origem, como já ocorreu.

A DIREÇÃO