estupradorSete mulheres reconheceram Agredson Ferreira Lima Mota, 30 anos, como estuprador em Porto Velho. Ele foi preso por agentes da 4ª DP em uma oficina de vidros automotivos, na Zona Sul da Capital.

De acordo com a Polícia, por volta das 7 horas desta segunda-feira, uma mulher de 55 anos relatou ter sido estuprada por um homem alto, magro e pardo. Segundo a vítima, o criminoso a obrigou a entrar em um veículo azul e a conduziu até a Estrada do Areia Branca, onde a violentou. Em seguida, evadiu-se, deixando a vítima no local.

Imediatamente uma equipe de policiais da 4ª DP, sob o comando do delegado Sérgio Condelli, acompanhados da vítima, deslocou-se ao local por ela indicado para colher dados de prova, e lá encontraram o vidro traseiro do veículo utilizado pelo estuprador, que caiu do carro após ser atingido pelo suspeito durante o estupro. O local foi preservado e a perícia acionada.

Com a informação da quebra do vidro, os policiais realizaram diligências nas proximidades das oficinas dos bairros próximos, já que teoricamente o estuprador teria que providenciar a troca, sendo que, por volta das 12 horas, avistaram um veículo com as características mencionadas pela vítima. No local foi abordado um homem alto, magro e pardo, também com as características informadas pela mulher.
Após fortes indícios de autoria, o suspeito foi conduzido à 4ª DP, onde acabou sendo reconhecido pela vítima como autor do estupro.
Ela relatou ainda que durante a prática sexual ele usava uma corrente amarela com o pingente no formato da ‘Estrela de Davi’, sendo que, em diligência na casa do suspeito, os policiais encontraram esse objeto, sendo este também reconhecido pela vítima, reforçando a acusação.

Os policiais descobriram que, na verdade, tratava-se de um estuprador em série. Outras seis mulheres compareceram à delegacia, onde o reconheceram e afirmaram que também foram estupradas por ele.
O suspeito agia entre 5 e 6 horas da manhã, abordando vítimas em parada de ônibus e em academias da Zona Sul.

A foto do acusado está sendo divulgada por interesse público. Caso alguma vítima o reconheça deverá comparecer à Delegacia Especializada em Atendimento à Mulher (DEAM), localizada na Rua Euclides da Cunha subesquina com Avenida 7 de Setembro, nº 1898. Bairro: Centro.

Qualquer denúncia sobre o suspeito também poderá ser passada ao Disque-Denúncia da Polícia Civil, através do número 197.

 

Fonte: RONDONIAGORA com Comunicação Polícia Civil

l

sicoob credisul

COMUNICADO: Atenção caros internautas: recomenda-se critérios nas postagens de comentários abaixo, uma vez que seu autor poderá ser responsabilizado judicialmente caso denigra a imagem de terceiros. O aviso serve em especial aos que utilizam ferramentas de postagens ocultas ou falsas, pois podem ser facilmente identificadas pelo rastreamento do IP da máquina de origem, como já ocorreu.

A DIREÇÃO