ExtraA morte de Kelvini Henrique Alves de Camargo, de 18 anos, ainda tem muitos mistérios a ser revelados. Ele foi assassinado na madrugada do dia 13, domingo, por volta das 02h00, no setor 6, em Vilhena.

Segundo informações obtidas pela reportagem do Extra de Rondônia, os laudos apontam que Kelvini foi atingido com 11 disparos que acertaram várias regiões de seu corpo. Vizinhos teriam ouvido cerca de 20 tiros.

Mas, o que mais chama atenção dos investigadores é o fato de ter sido usado dois tipos de armas para o crime. Segundo dados, foram utilizados um revólver calibre 38 e uma pistola calibre 380.

Pessoas ligadas à vítima relatou a reportagem que o rapaz havia se envolvido com uma garota, o que poderia ter motivado o assassinato.

A Polícia Civil (PC) tem o objetivo de descobrir quem pode ter matado o jovem e poderá usar os laudos periciais para chegar aos assassinos. Em rápida conversa com a reportagem desta página eletrônica, o delegado titular da PC, Fábio Campos, afirmou que as investigações estão bastante adiantadas.

 

Texto: Extra de Rondônia

Fotos: Arquivo social

sicoob credisul

COMUNICADO: Atenção caros internautas: recomenda-se critérios nas postagens de comentários abaixo, uma vez que seu autor poderá ser responsabilizado judicialmente caso denigra a imagem de terceiros. O aviso serve em especial aos que utilizam ferramentas de postagens ocultas ou falsas, pois podem ser facilmente identificadas pelo rastreamento do IP da máquina de origem, como já ocorreu.

A DIREÇÃO