posto 1Um incidente ocorrido na manhã desta sexta-feira, 22, na unidade básica de saúde de Vilhena indica que ainda há muito para se corrigir no sistema gerido pelo Município.

Ao ter consulta agendada com antecedência cancelada uma paciente menor de idade não conseguiu acesso ao diretor do posto de saúde, que de acordo com a recepcionista “está querendo deixar a função”. Segundo o pai da jovem a atendente sequer sabia o nome do superior.

O problema foi gerado por desencontro de informações. Segundo a paciente C.G.V., de 16 anos, ao agendar a consulta com um clínico geral foi orientada a comparecer na unidade Afonso Mansur França, no Setor 5, entre 7 e 8 horas para confirmar a consulta.

Ela garante ter chegado no local dentro do horário determinado, mas já havia sido feita uma chamada aos pacientes agendados antes disso. Sem saber do fato a paciente aguardou na fila, e quando chegou a sua vez de ser atendida já havia passado das oito horas por isso a consulta foi cancelada.

O pai da moça argumentou com a recepcionista sem conseguir reverter a decisão da servidora, e por isso pediu para falar com o diretor da unidade. “A funcionária disse que ele não estava, e que provavelmente iria pedir para sair porque não estava aguentando administrar a posto de saúde, e também não sei o nome dele”, relatou o denunciante.

Indignados com a situação, pai e filha desabafaram com a reportagem do Extra de Rondônia. “No ano passado já tivemos problemas para fazer exames clínicos e agora acontece isso. É preciso que alguém intervenha com firmeza junto a administração municipal, pois é um absurdo pagar tanto imposto e ter em troca serviço de péssima qualidade ou mesmo descaso”, criticou a paciente.

O site deixa espaço aos responsáveis pela saúde pública municipal para eventuais esclarecimentos.

posto 2

Fonte: Extra de Rondônia

Fotos: Extra de Rondônia

 

sicoob credisul
vacina 728×90

COMUNICADO: Atenção caros internautas: recomenda-se critérios nas postagens de comentários abaixo, uma vez que seu autor poderá ser responsabilizado judicialmente caso denigra a imagem de terceiros. O aviso serve em especial aos que utilizam ferramentas de postagens ocultas ou falsas, pois podem ser facilmente identificadas pelo rastreamento do IP da máquina de origem, como já ocorreu.

A DIREÇÃO