Júlio César Silva

O radialista Júlio César Silva, o popular Julinho da Rádio, visitou a redação do Extra de Rondônia na tarde desta quinta-feira, 29, para fazer graves denúncias contra a gestão do prefeito Eduardo Japonês (PV) em Vilhena.

A primeira é relacionada a possível favorecimento à empresa Medical Center, responsável pela manutenção de equipamentos do Hospital Regional de Vilhena (HR).

Segundo o comunicador, a empresa – que executa a manutenção em equipamentos da rede de saúde pública de Vilhena – teria ligação direta com familiares do deputado federal Nilton Capixaba (PTB).

Para ele, a empresa não executa seu serviço de forma profissional e seu contrato estaria  irregular.

Julinho também alertou que, devido à falta de profissionalismo da empresa, o HR corre risco de explodir a qualquer momento.

“Precisamos de uma solução imediata, com a revisão de todos os equipamentos do HR. Fui informado de um vazamento de óleo dentro dos canos que levam o oxigênio. É um material perigoso para a saúde e totalmente inflamável. A Medical Center tem que mandar os equipamentos para a indústria e ela mesmo cobrir com as despesas pelos prejuízos que vai provocar”, disse.

Ainda, o comunicador explicou que, na campanha eleitoral deste ano, informou da suspeita ao então candidato Eduardo Japonês, que se comprometeu a tomar providências assim que for eleito.

“Digo e repito: é uma tragédia anunciada onde as autoridades devem agir rapidamente. O pior de tudo isto é que o prefeito Japonês sabe desde o período das eleições. Eu apoiei e andei com ele, e falei do perigo que representa esse vazamento agora confirmado, mas parece que agora ele não está nem aí com isso”, desabafou.

O Extra de Rondônia deixa espaço à disposição de representantes da empresa e autoridades municipais para eventuais explicações do caso.

 

Texto: Extra de Rondônia

Foto: Extra de Rondônia

sicoob credisul

COMUNICADO: Atenção caros internautas: recomenda-se critérios nas postagens de comentários abaixo, uma vez que seu autor poderá ser responsabilizado judicialmente caso denigra a imagem de terceiros. O aviso serve em especial aos que utilizam ferramentas de postagens ocultas ou falsas, pois podem ser facilmente identificadas pelo rastreamento do IP da máquina de origem, como já ocorreu.

A DIREÇÃO