Queimada 728×90

@@@ ESCORREGOU

O governador Marcos Rocha (PSL) iniciou seu mandato de forma turbulenta. Após ser empossado em Rondônia, Rocha à Brasília (DF) para acompanhar a posse do presidente Jair Bolsonaro. Ele não foi sozinho. Sua esposa, Luana Rocha, o acompanhou. Até aí, tudo bem. Tudo perfeitamente legal se não fosse por um detalhe: as diárias e as passagens aéreas liberadas no nome da primeira dama foram pagas pelo contribuinte para beneficiar uma pessoa que não tinha qualquer vínculo com o Estado de Rondônia.

 

@@@ ARES DE LEGALIDADE

Após o escândalo, Luana Rocha foi nomeada secretária de Ação Social de forma retroativa. Ao todo, a viagem custou quase R$ 12 mil. O caso gerou grande repercussão em Rondônia e atribui-se o fato à falta de assessoria para o feito. Se quer mostrar realmente mudança política, tal como garantiu na campanha eleitoral, o governador não pode escorregar em situações com estas.

@@@ NOVA DIREÇÃO NA CER

Com novo governador, as mudanças em todos os setores acontecem de forma natural. E em Vilhena não é diferente. Assim sendo, foi anunciada a nova coordenadora regional de Educação do município. Trata-se da professora Marizete Rover, com ampla experiência na área. Ela substitui Oracira Godinho, que estava à frente da pasta desde junho de 2015.

@@@ REGIONAL SOB NO COMANDO

Conforme o Extra de Rondônia anunciou dias atrás, o novo secretário executivo regional do Cone Sul será Nilton  Gomes. Em contato com o site, ele disse que a nomeação será efetivada nessa segunda-feira, 7. Desejamos sucesso nesta nova empreitada e que seja, de fato, a ponte entre as necessidades dos vilhenenses e o governador.

@@@ CULTURA BRASILEIRA

Cá prá nós: porque a maioria das pessoas insiste em estacionar seu veículo em local proibido em Vilhena? A foto que ilustra esta nota informativa demonstra o total desrespeito do motorista com os alunos de uma escola pública. Apesar de existir placa e faixa indicativas, o motorista fez questão de estacionar no local não permitido. Outro ponto corriqueiro deste tipo de infração de trânsito é o prédio da Caixa Econômica Federal. Por falta de policiamento, motoristas estacionam em locais destinados para idosos e deficientes físicos, e até, de forma abusiva, interditam a rua, evitando a trafegabilidade de outros veículos. É pra acabar!

@@@ ÀS ESCONDIDAS

Perguntar não ofende: tendo como base o princípio jurídico/administrativo da transparência, porque os vereadores decidiram fazer a posse da nova Mesa Diretora sem comunicar à imprensa? O termo de posse 021/2018 (VEJA ABAIXO) informa que o ato oficial aconteceu às 10h de terça-feira, 1, no gabinete da presidência da Câmara. O evento é legal, mas dá a impressão de que queriam esconder alguma coisa. Com a palavra, o novo presidente da Casa, Ronildo Macedo!

@@@ R$ 12 MIL EM DIÁRIAS

Repercutiu em Colorado do Oeste a matéria que aponta o atual presidente da Câmara de Vereadores, Gercino Garcia Sobrinho (PMN), como o “vice-campeão” no ranking dos mais gastadores de diárias em 2018. Ao todo, os parlamentares consumiram R$ 129 mil. Em primeiro está Moacir Rodrigues que gastou R$ 13 mil, seguido por Gercino que gastou R$ 12.300,00 com 25 diárias através de viagens a Vilhena, Cacoal, Porto Velho e Brasília (DF). Um movimento pede aos vereadores desse município mais transparência e economia com o dinheiro público. Relembre AQUI

@@@ A POLÊMICA DO IPTU

E continua dando o que falar a polêmica do ajuste do Imposto Predial Territorial Urbano (IPTU) sancionado pelo prefeito Eduardo Japonês (PV) em Vilhena. Diferente do que alegou o mandatário, a briga pelo “veto” demonstra que o tal “diálogo” com os vereadores foi realmente uma estória pra boi dormir. E essa justificativa comprometeu ainda mais os desgastados parlamentares, que agora terão que explicar à sociedade os motivos de ter votado num projeto que ainda estava em discussão. O veto em questão trata de Emenda Modificativa de autoria do vereador Rafael Maziero, que prevê que “as alíquotas progressivas não serão aplicadas caso o proprietário possua um único imóvel”. O caso vai ao embate jurídico.

@@@ SENTINDO NO BOLSO

Na realidade, os efeitos do ajuste – ou “readequação” como garantem assessores da prefeitura ou “aumento” como divulga a oposição – serão sentidos no bolso do contribuinte em fevereiro, quando o carnê do IPTU comece a ser entregues nas casas. Nesse momento saberemos realmente se o ajuste foi abusivo ou coerente com as justificativas do prefeito Japonês.

@@@ E O COSIP?

Enquanto os vilhenenses se descabelando por causa do ajuste do IPTU, o aumento na taxa da Contribuição para Custeio do Serviço de Iluminação Pública (COSIP) passa despercebida e silenciosamente. Numa breve análise, constata-se que vai dobrar e até triplicar o valor que é pago hoje pelos contribuintes. Este valor vem incluído na fatura de energia elétrica da Eletrobrás. Ou seja: não há alternativa de escapar. Ou paga ou fica sem energia. O Extra de Rondônia prepara reportagem especial sobre o assunto.

 

Texto: Extra de Rondônia

Foto: Ilustrativa

saude 468×60