A queda de braço entre professores e o então governador Confúcio Moura (PMDB) eleito Senador da República no pleito passado, está custando caro aos estudantes.

Os 45 dias que durou a briga entre servidores da educação e o governo acabou por prejudicar os estudantes da rede estadual.

Com isso, em razão de repor as aulas, os alunos irão encerrar ano letivo de 2018, apenas no dia 15 de fevereiro, conforme declarou uma funcionária da Escola Estadual de Ensino Fundamental e Médio Shirlei Ceruti, localizada no Setor 19, em Vilhena.

Contudo, os estudantes praticamente terminam o ano de 2018 e já começam 2019 no dia 18 de fevereiro.

Entretanto, alguns pais procuraram a reportagem do Extra de Rondônia, preocupados, pois não estão conseguindo vagas para seus filhos na rede estadual, tanto no ensino fundamental quanto médio.

A escola Shirlei Cerutti está com uma lista considerável de alunos a espera de vagas. Mesmo com a promessa de que nenhum aluno irá ficar fora da sala de aula, a situação é caótica e preocupante.

Texto e foto: Extra de Rondônia

sicoob credisul
vacina 728×90

COMUNICADO: Atenção caros internautas: recomenda-se critérios nas postagens de comentários abaixo, uma vez que seu autor poderá ser responsabilizado judicialmente caso denigra a imagem de terceiros. O aviso serve em especial aos que utilizam ferramentas de postagens ocultas ou falsas, pois podem ser facilmente identificadas pelo rastreamento do IP da máquina de origem, como já ocorreu.

A DIREÇÃO