Ronildo Macedo (PV), presidente da Câmara de Vereadores de Vilhena e o vereador Adilson de Oliveira (PSDB) procuraram a Polícia Civil na manhã desta quinta-feira, 07, e representaram criminalmente o advogado Carlos França pelo crime de ameaça.

De acordo com o registro da ocorrência, as supostas vítimas relatam que Carlos teria feito ameaças contra eles e contra a Câmara de Vereadores.

Segundo Ronildo, Carlos França teria se dirigido até a Câmara de Vereadores e dentro da sala da presidência, dito em tom ameaçador, que queria ter um cargo no referido órgão por dois anos, pois necessitava desse tempo como funcionário público para se aposentar, caso contrário, realizaria denúncias e abriria processos contra ele e contra a Câmara, junto ao Ministério Público.

Já Adilson de Oliveira por sua vez, também afirmou que vem sofrendo ameaças do advogado e as mesmas tiveram início assim que o exonerou do cargo de Assessor do Executivo Municipal, em maio de 2018, quando assumiu a prefeitura devido à vacância do cargo de prefeito.

Ainda de acordo com Adilson, Carlos afirmou ter provas que o comprometem sobre a obra de construção da Câmara e que o problema com ele é pessoal.

Por fim, Ronildo afirmou que além de ameaçado se sentiu constrangido com a situação e que o vereador Carlos Suchi e seu assessor Wagner Borges, estavam na mesma reunião em que se deram os fatos e testemunharam a ameaça.

A reportagem do Extra de Rondônia entrou em contato com o advogado Carlos França, que afirmou que irá aguardar os trâmites judiciais para se pronunciar, porém, no momento não pensa em representar seus denunciantes.

Já em contato com a presidente da OAB de Vilhena, a advogada Vera Paixão, a reportagem foi informada de que ainda no período da manhã, os vereadores Ronildo e Samir Ali, estiveram em seu gabinete e lhe comunicaram que irão representara formalmente Carlos França.

Texto e fotos: Extra de Rondônia

sicoob credisul
vacina 728×90

COMUNICADO: Atenção caros internautas: recomenda-se critérios nas postagens de comentários abaixo, uma vez que seu autor poderá ser responsabilizado judicialmente caso denigra a imagem de terceiros. O aviso serve em especial aos que utilizam ferramentas de postagens ocultas ou falsas, pois podem ser facilmente identificadas pelo rastreamento do IP da máquina de origem, como já ocorreu.

A DIREÇÃO