Empresa portuguesa quer investir no país / Foto: Ilustrativa

Durante a campanha Bolsonaro muitas questões relacionadas a regulação e legalização dos jogos online no Brasil. Polêmica e recheada de opiniões contraditórias, o assunto tem estado na ordem do dia.

Bet.pt, uma operadora portuguesa, demonstrou interesse em integrar um eventual mercado regulado.

A discussão em torno das mudanças no mercado de jogos no Brasil tem sido bastante intensa e tem permanentemente ocupado o espaço mediático brasileiro. Passando por uma realidade onde a maioria dos jogos estão regidos pela legislação criada nos anos 40 do século XX, o Brasil vive num clima de ilegalidade no que diz respeito ao jogo e conta, ainda, com uma lacuna legal no mundo online.

A falta de regulação do mercado de jogos online foi uma das razões que permitiu que, com o avanço do mundo digital, as operadoras começassem a atuar, a partir do estrangeiro e de uma forma ilícita, que em nada privilegia a economia nacional, abrindo espaço para que os pagamentos tributários não sejam devidamente efetuados.

O potencial do mercado dos jogos online para melhorar a condição econômica do Brasil foi um dos argumentos do atual presidente. Jair Bolsonaro a defendeu a regulação dos jogos online na sua campanha e tem feito desta temática um ponto de discussão desde a sua eleição.

O mundo está de olhos postos no Brasil face a essa questão e uma das marcas que opera em Portugal – Bet.pt – sob a forma dos seus representantes da operadora Bet Entertainment Technologies Limited demonstraram já o seu interesse na integração de um potencial mercado regulado no Brasil.

Um encontro entre os responsáveis desta marca e Waldir Marques – o responsável pelos prêmios e sorteios da pasta – teve lugar no Ministério da Economia. Este encontro visou o esclarecimento de algumas dúvidas e a avaliação do ponto de situação.
Sob a fase de consulta pública, resta esperar para se saber mais sobre a regulação dos jogos online.


COMUNICADO: Atenção caros internautas: recomenda-se critérios nas postagens de comentários abaixo, uma vez que seu autor poderá ser responsabilizado judicialmente caso denigra a imagem de terceiros. O aviso serve em especial aos que utilizam ferramentas de postagens ocultas ou falsas, pois podem ser facilmente identificadas pelo rastreamento do IP da máquina de origem, como já ocorreu.

A DIREÇÃO