covid – 768×90-2

 

Armamento apreendido com os suspeitos

Policiais militares do 3º BPM frustraram tentativa de cometimento de roubo na cidade de Cerejeiras, conduziram suspeitos, apreenderam armas de fogo e munições na madrugada da terça-feira, 24.

Na noite da última segunda-feira, 23, os militares receberam informação de que algumas pessoas de outra cidade estavam em Cerejeiras e planejavam cometer um assalto naquela cidade.

Por meio de denúncia anônima, foram informados de que duas pessoas, E.R.B., e R.V.S., estavam em atitude suspeita no cruzamento de ruas localizadas no bairro Jardim São Paulo.

Com isso, uma guarnição foi ao local e, ao realizar a abordagem aos suspeitos, localizaram com eles luvas, jaquetas, cordas de seda e fita adesiva.

Os dois trajavam duas camisetas, uma sobre a outra, indício que levou os policiais a crerem ser uma prática utilizada por executores de furto e roubo. Ambos abordados não explicaram a origem e motivo de estarem com tais objetos.

A dupla possui passagens policiais por roubo e furto, são de Alta Floresta do Oeste e falaram que pernoitavam na casa de A.H.S.S., que negou conhecê-los.

Diante dos fatos, os homens suspeitos foram encaminhados e apresentados na Delegacia de Polícia Civil (DPC) local, juntamente com objetos apreendidos.

Contudo, no dia 24, os policiais militares continuaram a efetuar diligências próximas à residência suspeita de ser utilizada como suporte aos criminosos. A guarnição localizou V.G.V.S., de 17 anos, em frente à casa.

O adolescente estava envolvido na ocorrência anterior, ficou nervoso e tentou enganar os policiais dizendo ser morador de Cerejeiras, sobretudo afirmou que estava na cidade juntamente com E.R.B., e R.V.S., e que dormiam na residência de A. H.S.S.

O plano, segundo o menor de idade, era efetuar um roubo à residência de um comerciante de aproximadamente R$ 30 mil. Em seguida, ele levou a guarnição até um terreno baldio e mostrou onde estava escondida uma mochila com um revólver calibre 38, com seis munições e uma espingarda calibre 12, com cinco cartuchos.

Os policiais fizeram contato com a DPC, porém os dois conduzidos já haviam sido liberados. Em diligências em direção à residência envolvida na ocorrência, localizaram os suspeitos e novamente deram voz de prisão.

O proprietário da residência não foi localizado, porém em revista ao local foi encontrada uma mochila com pertences e documentos dos suspeitos presos e do menor de idade.

Diante dos fatos foi acionada uma conselheira tutelar para acompanhar a apresentação de V.G.V.S., na DPC, juntamente com E.R.B., e R.V.S., além das armas, munições e objetos apreendidos.

covid – 768×90-1

COMUNICADO: Atenção caros internautas: recomenda-se critérios nas postagens de comentários abaixo, uma vez que seu autor poderá ser responsabilizado judicialmente caso denigra a imagem de terceiros. O aviso serve em especial aos que utilizam ferramentas de postagens ocultas ou falsas, pois podem ser facilmente identificadas pelo rastreamento do IP da máquina de origem, como já ocorreu.

A DIREÇÃO