Todos sabemos que a carga tributária do país é muito alta. Contudo, bem poucos são os administradores que a acompanham com atenção e regularidade. Por que ocorre isso? Qual a razão dessa falta de acompanhamento? Considerando que os impostos constituem uma despesa mensal significativa, como explicar que as empresas costumem dar tão pouca atenção a eles? Este é um paradoxo inexplicável, porém muito presente na maioria de nossas empresas. Mesmo considerando que a carga tributária é um assunto técnico, esta é uma postura lamentável.

Os contadores calculam mensalmente o valor dos diversos impostos a pagar. Quanto a você, que é um administrador, deve pedir-lhe que lhe forneça a base de cálculo empregada, as alíquotas utilizadas e o valor dos impostos a serem pagos. A seguir você deveria compará-los com o mês anterior (em valores e percentuais), bem como relacioná-lo com o total de suas vendas no período. Isso é o mínimo que deveria ser feito por todos. Calcule o quanto (percentual) cada imposto representa de suas vendas. Confesso que minha experiência tem demonstrado que tal procedimento não é feito na maioria das empresas.

No mês passado, conversando com um de nossos empresários, ele me contou que estava pagando impostos em excesso?! Segundo ele, sua empresa estava sendo onerada e o escritório de contabilidade beneficiado (tendo menos serviço a realizar). São suas palavras.  Existem diferentes regimes tributários. A empresa analisa e opta por aquele que lhe parecer mais conveniente. Esta é mais uma razão para a diretoria se envolver e se aprofundar no assunto.

No final do ano passado acertei com um empresário local a execução de um trabalho de consultoria. Antes de sair dali comuniquei-lhe que pretendia fazer, adicionalmente, uma avaliação de sua carga tributária. Passadas algumas semanas ele aguardava ansioso o resultado desse trabalho, porque considerava elevado o imposto de renda pago. No meu entendimento, quando se fala de carga tributária, trata-se de uma análise minuciosa e ampla, que compreenda todos os impostos, um a um.

Conclusão: Carga tributária é assunto prioritário! A diretoria deve se envolver com ele. Caso a gerência de sua organização não esteja atuando de forma profissional, recomendo que você passe a fazer isso, e logo. Manter-se alienado, só porque se trata de um assunto técnico, é uma resposta superficial e inapropriada, na atual conjuntura. Há um trabalho árduo para se conseguir vender; assim sendo, não deixe sair de seu caixa nenhum real, a título de impostos, sem que você saiba para que tipo de imposto e por qual razão está fazendo isso.

Pense nisso enquanto lhe digo: bom trabalho e até a semana que vem !

 Texto: Humberto Lago/Consultor Empresarial

Mercado Paulista

COMUNICADO: Atenção caros internautas: recomenda-se critérios nas postagens de comentários abaixo, uma vez que seu autor poderá ser responsabilizado judicialmente caso denigra a imagem de terceiros. O aviso serve em especial aos que utilizam ferramentas de postagens ocultas ou falsas, pois podem ser facilmente identificadas pelo rastreamento do IP da máquina de origem, como já ocorreu.

A DIREÇÃO