Diretor do SAAE, Maciel Wobeto e o secretário de obras, Paulo Coelho, recebem os contentores / Foto: Divulgação

A Prefeitura de Vilhena recebeu nesta sexta-feira, 31 de julho, 259 contentores de resíduos pelo projeto “Coleta Mecanizada Solidária”, desenvolvido pelo Serviço Autônomo de Água e Esgoto (Saae) e a Secretaria Municipal de Meio de Ambiente (Semma).

A ação virou destaque nacional depois que o Ministério do Meio Ambiente (MMA) postou no Facebook vídeo no qual o ministro Ricardo Salles trata da entrega desses contentores em Vilhena. Essa foi a segunda remessa do produto. O primeiro lote, com 265 contentores, foi entregue na semana passada.

No total, a Prefeitura já adquiriu 1,5 mil contentores e outros 700 ainda serão licitados. Também faz parte desse projeto um caminhão com equipamento de coleta e higienização dos recipientes, que já foi comprado e está em processo de montagem. O objetivo é instalar mais de 2,2 mil unidades desses contentores até o final do ano.

O recurso destinado para o projeto vilhenense, na ordem de quase R$ 4 milhões, é oriundo do programa “Lixão Zero”, do Ministério do Meio Ambiente, e conta com R$ 45 mil de contrapartida do Município, que foi o primeiro da região Norte do país a adotar o sistema e ser contemplado pelo programa do MMA.

O projeto visa eliminar as lixeiras das frentes das residências e aumentar cerca de 40% a quantidade de materiais recicláveis no munícipio de Vilhena. Para isso, a previsão é que metade da zona urbana seja contemplada com o novo modelo de coleta seletiva de resíduos.

Uma das vantagens da utilização dos contentores é a diminuição dos gastos com a coleta e destinação final dos resíduos sólidos, despesa que atualmente gira em torno de R$ 600 mil por mês. Com a economia, o Saae poderá fazer novos investimentos no setor, como ações para diminuir os impactos ambientais, por exemplo.

A Semma, que é a recebedora do recurso do MMA, tem a responsabilidade de acompanhar a execução do projeto pelo Saae, além de orientar e conscientizar a população e fiscalizar o uso dos equipamentos.

Empresa vencedora da licitação já entregou mais de 500 unidades / Foto: Divulgação

COMO VAI FUNCIONAR

Cada conjunto de três contentores, de cores diferentes, será colocado em pontos de aproximadamente 200 metros um do outro, de modo que as casas fiquem a cerca de 100 metros de distância de algum desses conjuntos.

A partir da instalação dos contentores será necessário separar os resíduos domésticos em três frações para descartar da seguinte maneira: (1) o contentor cinza receberá materiais de rejeitos, como detritos de varrição de casa, restos de alimentos engordurados, embalagens engorduradas da cozinha e lixo do banheiro; (2) o contentor azul receberá materiais recicláveis, como plástico, vidro, papelão, alumínio e demais objetos secos que podem ser reaproveitados e transformados em outros produtos; (3) o contentor marrom será usado para a coleta de materiais compostáveis, como casca de frutas ou legumes e restos úmidos de alimentos que podem ir para a fabricação de adubo orgânico.

 

sicoob credisul

COMUNICADO: Atenção caros internautas: recomenda-se critérios nas postagens de comentários abaixo, uma vez que seu autor poderá ser responsabilizado judicialmente caso denigra a imagem de terceiros. O aviso serve em especial aos que utilizam ferramentas de postagens ocultas ou falsas, pois podem ser facilmente identificadas pelo rastreamento do IP da máquina de origem, como já ocorreu.

A DIREÇÃO