Queimada 728×90
Coronel diz que Vilhena teve uma redução de 46% das ocorrências com o sistema
Coronel diz que Vilhena teve uma redução de 46% das ocorrências com o sistema

O chefe do terceiro Batalhão da Polícia Militar de Vilhena, Tenente Coronel Paulo Sérgio Vieira Gonçalves, realizou na manhã desta quinta-feira, 21, uma coletiva de imprensa para falar da ampliação do número de câmeras do circuito de monitoramento do município.

De acordo com ele, agora são 20 câmeras, sendo que uma é reserva, e as prioridades desta nova etapa do projeto foram os bairros. O bairro Cristo Rei e as imediações da Avenida Paraná ganharam novas unidades do sistema.

O Tenente Coronel Gonçalves explicou que o próximo passo do projeto é pagar as manutenções dos equipamentos, e a última será a cobertura de 100% do perímetro urbano de Vilhena, com 32 câmeras no total.

Os novos equipamentos contam com um sistema que poderá auxiliar na agilidade das manutenções. “Cada equipamento novo contém um intercomunicador, que permite a equipe de manutenção conversar com os policiais que ficam de plantão na central de monitoramento”, explicou o chefe do batalhão.

O monitoramento de faixa de fronteira (Senasp), ao qual este sistema é ligado, irá estender o projeto para outros municípios como, por exemplo, Pimenteiras do Oeste, que contará com nove câmeras. “Já apresentei o projeto nos municípios de Cacoal, Espigão do Oeste e nas próximas semanas estarei em Ji-Paraná para apresentar os resultados do monitoramento, que poderão ser implantados nos moldes de Vilhena”, explicou o Tenente Coronel.

O sistema de monitoramento implantado em Vilhena teve uma redução de 46% das ocorrências policiais no município. “As câmeras foram implantadas com a finalidade de dar segurança à população, e estamos conseguindo fazer isso com êxito”, arrematou o coronel.

 

Fonte: Extra de Rondônia

Texto: Rômulo Azevedo

Foto: Rômulo Azevedo

saude 468×60

COMUNICADO: Atenção caros internautas: recomenda-se critérios nas postagens de comentários abaixo, uma vez que seu autor poderá ser responsabilizado judicialmente caso denigra a imagem de terceiros. O aviso serve em especial aos que utilizam ferramentas de postagens ocultas ou falsas, pois podem ser facilmente identificadas pelo rastreamento do IP da máquina de origem, como já ocorreu.

A DIREÇÃO