Estamos em guerra governo 728×90  – ALE celular 300×250
Estamos em guerra 468×60

capa acidenteA equipe de reportagem do Extra de Rondônia fez contato a pouco com a redação para apresentar os primeiros detalhes do acidente que aconteceu no início da tarde desta terça-feira, 10, na rodovia que liga o município de Colorado do Oeste à BR-364.

Segundo as primeiras informações, as vítimas fatais foram: o motorista do táxi envolvido no acidente, Marcio Lima da Cunha, 26 anos e uma passageira que estava no carro identificado como Maria das Graças Ferreira, de 67 anos, que estava presa às ferragens. O taxi estava com lotação máxima. Outras duas mulheres que estavam no veículo sobreviveram, e foram levadas ao hospital apenas com escoriações pelo corpo.

O rapaz que também estava no veículo foi arremessado para fora com a força da batida, porém sobreviveu. O motorista da pick-up Strada, Valdecir Lopes Camilo, que bateu no taxi sobreviveu. Ele trafegava com o carro, que pertence à empresa Casa da Lavoura sentido Colorado do Oeste/ Vilhena e, segundo informações de testemunhas, ao tentar ultrapassar uma motocicleta que trafega na mesma direção acabou perdendo o tempo da manobra e bateu de frente com o taxi que vinha no sentido oposto.

A Polícia Militar está no local coordenando o tráfego de veículo, e preservando o local da batida à espera dos peritos. O acidente aconteceu a cerca de dez quilômetros do perímetro urbano de Colorado do Oeste.

Veja mais sobre o caso no link abaixo

http://www.extraderondonia.com.br/2013/12/10/taxista-e-passageira-morrem-em-batida-em-estrada-de-colorado-veja-fotos/

 

foto 1

 

foto 2

 

foto 3

 

foto 4

foto 6

Fonte: Extra de Rondônia

Texto: Rômulo Azevedo

Fotos: Extra de Rondônia

estamos em guerra 728×90 2
covid 468×60

COMUNICADO: Atenção caros internautas: recomenda-se critérios nas postagens de comentários abaixo, uma vez que seu autor poderá ser responsabilizado judicialmente caso denigra a imagem de terceiros. O aviso serve em especial aos que utilizam ferramentas de postagens ocultas ou falsas, pois podem ser facilmente identificadas pelo rastreamento do IP da máquina de origem, como já ocorreu.

A DIREÇÃO