aftosa 728×90

CARMOZINOUma recenseadora do IBGE de Vilhena, que não quis se identificar, em mensagem enviada ao Extra de Rondônia, diz que foi agredida verbalmente pelo vereador Carmozino Alves (SDD).

Segundo a denúncia, o fato aconteceu na manhã desta terça-feira, 11, na Câmara Municipal de Vilhena, quando ela abordou o parlamentar e tentou entrevistá-lo a respeito de uma pesquisa sobre renda média. “O suposto líder dos taxistas de Vilhena destratou-me em altos berros”, afirmou a funcionária, em nota.

Ainda, no momento da abordagem, Carmozino teria dito palavras de baixo calão, dizendo, entre outras, as seguintes frases: “Não respondo coisa nenhuma, esse Governo Federal não faz nada por Vilhena”; “É a décima vez que me procuram, tenho mais o que fazer”; “Vá à m…”.

Ouvido pelo site, Carmozino Taxista negou a agressão e explicou que a tal funcionária estava estressada e mal-humorada. “Eu disse que não poderia lhe atender agora, mas ela começou a me xingar, e afirmou que era obrigado a atendê-la nesse momento. Não agredi ninguém”, afirmou o vereador.

Ainda, Carmozino mandou um recado aos responsáveis pelo IBGE em Vilhena: “Peço aos diretores que escolham funcionários capacitados e qualificados para a função, que saibam conversar com as pessoas. Não é chegar e obrigar o entrevistado a falar”, avaliou.

 

Texto: Extra de Rondônia

Foto: Extra de Rondônia

aftosa 468×60

COMUNICADO: Atenção caros internautas: recomenda-se critérios nas postagens de comentários abaixo, uma vez que seu autor poderá ser responsabilizado judicialmente caso denigra a imagem de terceiros. O aviso serve em especial aos que utilizam ferramentas de postagens ocultas ou falsas, pois podem ser facilmente identificadas pelo rastreamento do IP da máquina de origem, como já ocorreu.

A DIREÇÃO