Estamos em guerra governo 728×90  – ALE celular 300×250
Apesar disso, até agora não foi registrado nenhum caso de maior gravidade, e os envolvidos nas refregas não precisaram de atendimento médico
Apesar disso, até agora não foi registrado nenhum caso de maior gravidade, e os envolvidos nas refregas não precisaram de atendimento médico
Estamos em guerra 468×60

Os atritos costumam ocorrer já na madrugada, quando o efeito das bebidas alcoólicas ingeridas por foliões já atrapalha o discernimento e bom senso dos envolvidos. Na noite de ontem (domingo 02), em menos de cinco minutos a reportagem do Extra de Rondônia flagrou duas confusões do gênero, e vale citar que numa delas quem trocava sopapos em plena Major Amarante, em frente a loja do O Boticário, eram duas garotas.

 

A outra briga aconteceu no meio da multidão que pulava nas proximidades do palco, e provavelmente foi motivada por motivos fúteis, potencializados pela “marvada”. A coisa aconteceu rapidamente, e não chegou a atrapalhar a noite de quem só foi para o carnaval para se divertir.

 

Nas duas situações observadas pela reportagem os arranca-rabo foram contidos pela turma do “deixa disso” antes que a polícia interviesse. A reportagem do Extra de Rondônia conseguiu capturar imagens dos dois incidentes, no entanto os registros não ficaram com a qualidade esperada, mas mesmo assim estão publicados para ilustrar os dois casos.

 

No final do baile o Extra de Rondônia confirmou com policiais militares que estavam de serviço que realmente não aconteceu nenhum caso grave por enquanto, e as brigas são monitoradas com atenção pelos policiais, que intervém imediatamente caso isso se torne necessário.

briga de meninas

Fonte – Extra de Rondônia

Texto – Da Redação

Fotos – Mario Quevedo

estamos em guerra 728×90 2
covid 468×60

COMUNICADO: Atenção caros internautas: recomenda-se critérios nas postagens de comentários abaixo, uma vez que seu autor poderá ser responsabilizado judicialmente caso denigra a imagem de terceiros. O aviso serve em especial aos que utilizam ferramentas de postagens ocultas ou falsas, pois podem ser facilmente identificadas pelo rastreamento do IP da máquina de origem, como já ocorreu.

A DIREÇÃO