dengue 728×90 – 2

van 5CAPAA escola municipal vilhenense Castelo Branco, que está desativada temporariamente por conta de uma obra de reforma e ampliação, atrasada há dois anos, e orçada em pouco mais de R$ 300 mil, foi alvo da ação de vândalos durante o feriado de páscoa.

Os invasores do local não tiveram dificuldade em depredar o pouco da estrutura que não foi modificada pela reforma “tartaruga”, pois no local não há vigias.

O container antes usado pelos alunos como sala de estudos foi arrombado, e os livros, aparelhos eletrônicos, jogos didáticos, e objetos guardados no local revirados e jogados ao chão. Na antiga sala de aula da 3ª série, um extintor de incêndio foi acionado. O resultado foi sujeira para todo lado. Um depósito usado para guardar ferramentas, e arquivos dos professores também foi invadido.

Os vândalos conseguiram entrar no pavilhão intacto pela “obra” da prefeitura através de uma pequena entrada de ar feita num banheiro construído de madeira. Para terem acesso à sala de aula foi fácil. A divisória entre a sala e o depósito é feita de forro PVC. Com uma ferramenta picareta quebraram um dos vidros da janela da secretaria.

Dois representantes da câmara de Vereadores estiveram no local e comprovaram a destruição. Informado sobre a situação, o atual secretário municipal de educação, Edmar Santos, foi pessoalmente ao local. O representante da Semed explicou que já deu ordem de serviço para a construtora ASP concluir a obra para que a unidade educativa volte a funcionar. “Eles têm dez dias para iniciar os trabalhos; do contrário o contrato será cancelado”, informou.

Quanto aos guardas, o secretário foi enfático: “Havia contratado dois. Mas por conta da localidade da escola e o valor oferecido pelo serviço (R$ 750) nenhum aceitou. Ficaram dois dias e depois desistiram do trabalho”, conta.

A escola fica próximo à BR-364, sentido Cuiabá, atrás do atual Bairro Jardim Acácia, próximo ao Setor 13. Como vizinhos da instituição de ensino há somente terrenos baldios e grandes empresas.

Os representantes da Semed não souberam informar exatamente o dia em que os vândalos depredaram o local por conta da extensão do feriado. A polícia foi acionada, e está investigando o caso.

van 1

van 2

van 3

van 4

van 6

van 7

Veja mais sobre a celeuma da escola Castelo Branco através do link abaixo:

http://www.extraderondonia.com.br/2014/03/17/impasse-entre-construtora-e-prefeitura-prejudica-escola-castelo-branco-em-vilhena/#

 

Fonte: Extra de Rondônia

Texto: Da Redação

Fotos: Rômulo Azevedo

dengue 728×90

COMUNICADO: Atenção caros internautas: recomenda-se critérios nas postagens de comentários abaixo, uma vez que seu autor poderá ser responsabilizado judicialmente caso denigra a imagem de terceiros. O aviso serve em especial aos que utilizam ferramentas de postagens ocultas ou falsas, pois podem ser facilmente identificadas pelo rastreamento do IP da máquina de origem, como já ocorreu.

A DIREÇÃO