Estamos em guerra governo 728×90  – ALE celular 300×250
Estamos em guerra 468×60

onibus-BUENO- GRANDEO vereador, vice-presidente da câmara de vereadores de Vilhena, Junior Donadon (PMDB) defendeu a aprovação de seu projeto de lei que estipula aos ônibus escolares que prestam serviços ao município, a idade mínima de sete anos de fabricação para rodagem, em discurso realizado na manhã desta terça-feira, 13, em sessão ordinária da câmara de vereadores.

O projeto foi submetido à análise da assessoria jurídica da casa de leis e teve parecer favorável. Metade dos parlamentares já se posicionou e defende a aprovação do projeto, e o restante vê a proposta com bons olhos, fato que reforça a possibilidade de uma aprovação unânime da proposta.

Junior Donadon relembrou as dezenas de reclamações envolvendo a questão do transporte escolar, cuja demanda acaba sendo depositada nos próprios vereadores. “É fato que este é um serviço que precisa melhorar urgentemente. Especificando em lei as exigências de melhoria, sanamos o problema”, argumentou.

Atualmente, a prefeitura de Vilhena paga cerca de R$ 6 milhões pelo serviço de transporte escolar, e o contrato de serviço firmado com as empresas Bueno Tur e Biazzi Tur estão no fim. “Se aprovarmos esse projeto de lei, o novo contrato já entra com essas exigências, e quem ganha com isso são os alunos que dependem da prestação deste serviço”, disse o parlamentar.

O vereador peemedebista fez questão de ressaltar que o Governo Federal estipula que a frota que presta este tipo de serviços à união deve ter, no máximo, dez anos de fabricação. Como forma de exemplo, segundo ele, a maioria dos municípios brasileiros se adequa a este período, e que Vilhena vem em direção contrária. “Isso não é justo. O município de Cabixi, por exemplo, decidiu extinguir o contrato de transporte escolar, comprou uma frota de ônibus e está executando o serviço. O valor pago a estas empresas é suficiente para fazer a mesma coisa. Não sou contra concessão de serviço público, mas exijo que tenha qualidade, o que não acontece em Vilhena. Ou seja, pagamos um valor milionário às empresas, que não prestam um serviço digno à população”, acrescenta.

Junior Donadon fez questão de agradecer os companheiros de parlamento que já se mostraram favoráveis à aprovação do projeto. “Tenho certeza que os outros vão votar a favor. Esta será nossa resposta à população com relação ao problema”, arrematou.

 

Fonte: Extra de Rondônia

Texto: Da Redação

Foto: Extra de Rondônia

estamos em guerra 728×90 2
covid 468×60

COMUNICADO: Atenção caros internautas: recomenda-se critérios nas postagens de comentários abaixo, uma vez que seu autor poderá ser responsabilizado judicialmente caso denigra a imagem de terceiros. O aviso serve em especial aos que utilizam ferramentas de postagens ocultas ou falsas, pois podem ser facilmente identificadas pelo rastreamento do IP da máquina de origem, como já ocorreu.

A DIREÇÃO