Estamos em guerra governo 728×90  – ALE celular 300×250
Estamos em guerra 468×60

camara hoje@@ A coisa ficou tensa na sessão ordinária da última terça-feira, 3, na Câmara de Vereadores de Vilhena. A já massacrada história dos convênios públicos com associações e empresas privadas gerou mais um constrangimento. Ao aprovarem um repasse de mais de R$ 40 mil para uma empresa realizar o Miss & Mister 3ª idade, os parlamentares trouxeram à tona o questionamento levantado dias atrás, quando reprovaram o “faz-me rir” que seria destinado ao Fusca Cross.

@@ A “tchurma” do fusca ficou sem a grana porque, de acordo com o parecer jurídico produzido pela assessoria dos vereadores, a medida era ilegal porque não atendia pré-requisitos da lei, que diz que só pode haver repasse quando a empresa (ou associação) for prestar uma ação social que atenda requisitos básicos como, por exemplo, medidas educacionais, culturais, e até mesmo de saúde púbica, de maneira uniforme para toda a comunidade, desde que a ação seja mais barata ser for realizada pela empresa ou associação, gerando consequentemente menos gasto aos cofres públicos.

@@ Pronto, explicado. Agora avancemos para os questionamentos. Ora pois! Se os “fusqueiros” não prestavam um “serviço social” à comunidade, onde está a ação social do Miss & Mister 3ª idade? Bom, isso foi respondido pela assessoria jurídica da Câmara de Vereadores. E a resposta é: em lugar nenhum. Não existe legalidade, de acordo com os advogados da casa de leis, e o projeto torna-se desnecessário, ilegal, incoerente, e caro.

@@ A vereadora Maria José da Farmácia (PDT) foi contra o projeto, e pediu para que o parecer jurídico fosse lido durante a sessão. Constrangidos, os vereadores continuaram a reunião aprovando mais de R$ 200 mil de repasses para associações.

@@ Mas vem cá! Pode isso? Sim, pode. Mesmo com parecer jurídico desfavorável os vereadores podem aprovar projetos de qualquer natureza. Só quem tem prejuízo, no final das contas, é o “curintiano bigodudo” que toma conta do “juridiquês” da casa de leis, que perde tempo escrevendo as muito bem traçadas linhas avisando aos parlamentares que aquilo que estão votando pode dar “caca”. O assunto faz parte da enquete desta semana, que está ao lado direito da página eletrônica. Participe!

@@ Um companheiro aqui do Extra de Rondônia mostrou umas fotos de um figurão da política vilhenense tomando umas “cagibrinas” durante o jogo da final do Rondoniense 2014. Até aí tudo bem. Bebida é liberado por lei e o cara é “de maior”. O problema é que dentro do estádio não dá, né?!

@@ Mudando de assunto, o trânsito de Vilhena continua uma bagunça só. Os motoristas não respeitam ninguém nessas ruas. As faixas de pedestres então, nem se fala. São constantes, por exemplo, a falta de respeito dos motoristas que param em cima das faixas em frente às escolas. Na escola Santa Lúcia Fillipini acontece isso todos os dias. Seria bom se o Coronel Gonçalves atende aos pedidos dos pais de família e manda efetivos da Polícia para evitar que estes abusos contra trânsito ocorram.

@@ E encerramos com a pergunta da semana: a primeira-dama de Vilhena, Lisangela Rover (PP) será ou não candidata a deputa federal? Semana passada, ela disse que iria se manifestar oficialmente na sexta-feira, 30 de maio. Até agora estamos esperando, mas sentados…

 

Texto: Extra de Rondônia

Foto: Divulgação

estamos em guerra 728×90 2
covid 468×60

COMUNICADO: Atenção caros internautas: recomenda-se critérios nas postagens de comentários abaixo, uma vez que seu autor poderá ser responsabilizado judicialmente caso denigra a imagem de terceiros. O aviso serve em especial aos que utilizam ferramentas de postagens ocultas ou falsas, pois podem ser facilmente identificadas pelo rastreamento do IP da máquina de origem, como já ocorreu.

A DIREÇÃO