Estamos em guerra governo 728×90  – ALE celular 300×250
Estamos em guerra 468×60

protesto jornalista

Onze anos

Para se ter uma ideia de as quantas anda a economia no governo Dilma: há onze anos que o setor de construção civil no país só crescia e não registrava desemprego. Desde o final do ano passado tem sido um dos que mais está demitindo. Órgãos verificadores do índice de desemprego apontam que o país tem 6.8 milhões de desempregados. Como diz meu amigo jornalista Waldir Costa: é o fim da rosca.

Demissão

O reflexo disso já chegou em Vilhena. Uma grande construtora local, responsável pela maioria das construções dos conjuntos habitacionais do Minha Casa Minha Vida, demitiu este mês cerca de 120 trabalhadores. Embora esteja com obra assegurada para mais um projeto.

Juca Kfouri

Ai vem o senhor jornalista Juca Kfouri, que nem de futebol entende, criticar os protestos endereçados ao governo do PT. De onde ele tirou as pérolas não sei, mas escreveu que o governo Dilma fez um governo preferencialmente para trabalhadores e pobres, que o governo se conservou de centro esquerdo e não se entregou, que a elite branca se incomoda em dividir espaços com essa gente diferenciada nos aeroportos, universidades e no trânsito, entre outras tantas bobagens.

Gente Diferenciada?

Precisava explicar melhor essa gente diferenciada a que se refere. Pra mim essa gente diferenciada é o trabalhador brasileiro que acorda de madrugada, trabalha até doze horas por dia para pagar ume energia cara, combustível nas alturas e alimentos cada vez com preços absurdos por conta de uma política desastrada desse governo corrupto. Gente diferenciada e o caminhoneiro que ganha pouco, come e dorme mal, sofre com estradas esburacadas que não fosse a roubalheira de empreiteiras e gente do governo seriam tão trafegáveis quanto as estradas europeias.

Os números…

… Não mentem. O IPEA (Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada) diz que o país não vive uma situação de pleno emprego. “Mercado informal grande, pessoas com subocupação e rendimentos médios baixos que não condizem com uma situação de pleno emprego”. Sem contar a falta de qualificação profissional. Não. Não é o trabalhador que esse governo defende. Fosse assim ao invés da Bolsa-Bandido o governo criaria uma Bolsa-Trabalhador para auxiliá-lo na manutenção da família. Já que o governo não lhe oferece segurança, nem saúde e nem boa educação.

Pobreza

Os pobres, que o Juquinha diz esse governo defender continua mais pobre beirando a miserabilidade. A miséria no Brasil aumentou pela primeira vez em 10 anos – segundo análise dos números da Pnad (Pesquisa Nacional por Amostragem Domiciliar) feita pelo IPEA, o número de indigentes subiu 3,68% em 2013. Número que o governo escondeu na eleição passada. O que esse governo faz com os pobres é mantê-los cada vez mais pobres e ignorantes para continuar manipulando-os como massa de manobra para a manutenção de seu projeto de poder, como fez na eleição presidencial. E o Juca ainda disse que a presidente Dilma foi eleita democraticamente.

Protestar

O fato de as pessoas terem uma classe social acima da maioria dos brasileiros não lhes garante o direito de protestar, ou protestar é um direto só dos trogloditas a serviço do PT e as organizações de Sem Terra? Não sei distinguir pessoas por elite, seja branca, negra ou amarela. Para mim são todos brasileiros com direitos iguais e com responsabilidades iguais. Ou a classe média tem que descer ao nível da pobreza para poder protestar?

Enganados

Esse governo é um descalabro e todos os indicativos comprovam isso. Na política externa é uma perdição. Aplica milhões de dólares em países alinhados ideologicamente ao PT, como Cuba, Venezuela e Bolívia enquanto falta salas de aulas e creches aos brasileiros. Isso não nos dá o direito de protestar senhor Juca? Essa não é uma política equivocada? Não é golpismo nem ódio senhor Juca, é uma ira santa dos que se sentem enganados, injustiçados e roubados. Por um governo e um partido que nasceu sob a égide da justiça e se tornou a maior quadrilha já conhecida no Brasil. Eu protesto!

Plateia

Já se sabe por que o governo Dilma incentiva a vinda de haitianos e senegaleses para o país. Para aplaudir a presidente em suas andanças pelo país, como aconteceu no Acre esta semana. Uma claque de refugiados foi levada para a solenidade para aplaudir Dilma e abafar as vaias. Por enquanto eles estão só aplaudindo.

Reeleição

O senador Valdir Raupp (PMDB) defendeu em discurso no Senado o fim da reeleição para cargos executivos e o aumento do mandato para cinco anos. É um bom tema para se debater na reforma política.

Comida

Já em defesa do governador Confúcio Moura cassado pelo TRE o senador defendeu a ilicitude ao dizer que na convenção nacional os partidos distribuem alimentos e passagens para os participantes e convencionais e ele não viu nada de errado em que a convenção do PMDB de Rondônia no ano passado tenha distribuído bebidas e comidas. É a lei que diz que não pode. Esta aí mais um assunto para se debater na reforma política Senador.

Holofotes

O supersecretário municipal Gustavo Valmórbida diz que não é pré-candidato a prefeito. Pode ser, mas anda gostando dos holofotes. Até em simples visita de cortesia à Câmara Municipal.

Santa Elina

Uma área de terra recentemente invadida pelos trabalhadores da Liga dos Camponeses Pobres (LCP) e que foi desocupada por ordem judicial pode se tornar um novo conflito nos moldes do ocorrido na Fazenda Santa Elina, com a morte de nove invasores e dois policiais. Pistoleiros armados protegem a fazenda e se dizem contratados pelas herdeiras da área de terra. Desconfio que eles estão sendo pagos por outros interessados. Ocorre que a LCP também tem o seu “exército” em defesa de seus interesses. E seus homens já começaram a chegar na região, vindo de outras invasões no Estado.

Diamantes são eternos

11 anos atrás índios Cinta Larga da reserva Roosevelt executaram 29 garimpeiros que não obedeceram a ordem de desocupar um garimpo de diamantes na reserva. Apesar de a extração ser ilegal mais de mil homens estão novamente extraindo ouro e madeiras nobres na reserva, devidamente autorizado pelos próprios cacique da tribo. A extração deixou de ser manual e várias PC’s fazem o serviço de extração em escala industrial. Segundo informações os índios recebem uma percentagem de tudo que é extraído e eles próprios fazem a extração. Para cada garimpeiro autorizado a entrar na área três índios também entram. De acordo com informações, até mesmo servidor da FUNAI tem maquinário trabalhando na reserva.

Arremate

O vice-governador Daniel Pereira disse esta semana em Vilhena que não é justa que a decisão de sete pessoas seja maior que a de 250 mil pessoas que elegeram Confúcio e ele para governarem Rondônia. De sete pessoas comuns não, mas de sete juízes togados escolhidos para julgar uma ação de crime eleitoral é. E no caso específico nem foram sete, mas quatro, já que a votação pela cassação teve o placar de quatro a três favoráveis à ação.

 

Fonte: Extra de Rondônia

Texto: Vitor Paniágua

Ilustração: Extra de Rondônia

estamos em guerra 728×90 2
covid 468×60

COMUNICADO: Atenção caros internautas: recomenda-se critérios nas postagens de comentários abaixo, uma vez que seu autor poderá ser responsabilizado judicialmente caso denigra a imagem de terceiros. O aviso serve em especial aos que utilizam ferramentas de postagens ocultas ou falsas, pois podem ser facilmente identificadas pelo rastreamento do IP da máquina de origem, como já ocorreu.

A DIREÇÃO