DSC_0294Cerca de 150 servidores públicos de Vilhena fizeram uma manifestação em frente ao paço municipal nas primeiras horas da manhã desta quinta-feira, 11, por causa do atraso no pagamento do salário do mês de janeiro. Participaram da manifestação funcionários de várias secretárias, sendo grande parte da Secretaria da Saúde.

Apesar da grande movimentação no gabinete do prefeito José Luiz Rover, o encontro entre os manifestantes e o mandatário municipal não se concretizou. Segundo a assessoria de imprensa da prefeitura, Rover está em viagem a Porto Velho onde cumpre agenda. Porém, representantes da categoria conseguiram realizar uma pequena reunião com o secretário municipal da Saúde, Adilson Bernadino, e outras secretarias. Após a reunião, o grupo de servidores seguiram para a Câmera dos Vereadores, com intuito de pressionar os edis sobre os problemas enfrentados pelos funcionários públicos do município.

De acordo o presidente do Sindicato dos Servidores Municipais de Vilhena (SINDSUL), Wanderley Ricardo Campos, ficou pactuado com o secretário Adilson Bernadino que, até as 11h00 da manhã de hoje, os valores seriam creditados na conta dos servidores. “Ele me apresentou alguns documentos para comprovar que seria realizada a transação até o final da manhã”, explicou Campos.

A afirmação do secretário da Saúde parece não ter comovido os servidores, que prometeram permanecer com a manifestação até que o banco confirmasse o pagamento em conta. “Isso aqui é um absurdo o que está acontecendo com a gente, é pouco caso do prefeito com os trabalhadores. Os servidores comissionados já receberam, e por que a gente que estudamos para que tornássemos servidores, ainda não recebemos?”, questionou a servidora Neide Lima, que ainda confeccionou um cartaz para demonstrar seu descontentamento.

Em conversa com os servidores da categoria no auditório da Câmara de Vereadores, Wanderley afirmou que apenas os servidores iriam receber ainda nesta quinta-feira, 11. Já os médicos estavam sem data prevista para o recebimento, mas que o secretário já havia feito uma reunião com os profissionais. O presidente solicitou dos servidores que se sentiram prejudicados com o atraso salarial, documentos que comprovem pagamento de juros no comércio local, para que possam ser ressarcidos.

Questionados pela equipe do Extra de Rondônia, a assessoria de imprensa da prefeitura informou que mantinha a tradição de pagar os servidores municipais dentro do mês trabalhado, mas que por conta do atual cenário econômico, com redução e atraso no repasse de recursos aos Estados e Municípios, vem sendo obrigada a escalonar o pagamento.

Texto: Extra de Rondônia

Fotos: Extra de Rondônia

sicoob credisul
vacina 728×90

COMUNICADO: Atenção caros internautas: recomenda-se critérios nas postagens de comentários abaixo, uma vez que seu autor poderá ser responsabilizado judicialmente caso denigra a imagem de terceiros. O aviso serve em especial aos que utilizam ferramentas de postagens ocultas ou falsas, pois podem ser facilmente identificadas pelo rastreamento do IP da máquina de origem, como já ocorreu.

A DIREÇÃO