Documentos obtidos com exclusividade pelo Extra de Rondônia constatam a entrega de carne estragada, que faz parte da merenda escolar, numa escola municipal de Vilhena.

O caso aconteceu na sexta-feira 26 de outubro, na escola Tenente Melo, na comunidade São Lourenço.

Gestores da unidade escolar constataram o recebimento de um lote de carne bovina estragada que chegou num caminhão refrigerado de propriedade da prefeitura de Vilhena.

Conforme ofício 035/2018, assinado pela diretora da escola, Ana Laura Basso, a carne apresentava um cheiro forte, da cor escura, e era imprópria para o consumo. Depois, a carne foi incinerada.

O secretário municipal de educação, Clésio Cássio, e a representante da merenda escolar, Luciane, teriam sido acionados, mas não compareceram à escola para verificação do produto.

 

O Extra de Rondônia ouviu o vereador Carlos Antônio Suchi, que afirmou que tomou conhecimento da denúncia, solicitou informações da escola e levou o caso ao Ministério Público para providências. “Todos os problemas que se apresentarem, vou levar ao MP para coibir este tipo de prática”, frisou.

O site deixa espaço à disposição das autoridades locais para eventuais esclarecimentos.

EMPRESÁRIO PRESO

Não é a primeira vez que carne estragada é entregue nas escolas municipais de Vilhena. Em dezembro de 2016, o dono de uma empresa foi preso pela Polícia Federal pelo mesmo motivo. Relembre AQUI

Relatório da unidade educacional

 

Texto: Extra de Rondônia

Fotos: Divulgação

Mercado Paulista

COMUNICADO: Atenção caros internautas: recomenda-se critérios nas postagens de comentários abaixo, uma vez que seu autor poderá ser responsabilizado judicialmente caso denigra a imagem de terceiros. O aviso serve em especial aos que utilizam ferramentas de postagens ocultas ou falsas, pois podem ser facilmente identificadas pelo rastreamento do IP da máquina de origem, como já ocorreu.

A DIREÇÃO