Na manhã desta terça-feira, 22, a reportagem do Extra de Rondônia conversou com as responsáveis da Coordenadoria Regional de Educação (CRE) sede de Vilhena para esclarecer o problema ocorrido nas matrículas online.   

De acordo com a coordenadora geral, Marizete Rover, por ser o primeiro dia de matrícula, o número de acessos ao mesmo tempo, acabou gerando um  congestionamento no processo de matrícula online.

Porém a Secretária de Educação do Estado, Suamy Lacerda de Abreu, emitiu uma nota informando as coordenadorias e escolas do Estado que uma equipe está realizando a manutenção do sistema e assim que solucionar o problema as matrículas online voltarão à normalidade.  

A coordenadora pedagógica, Andreia Batista explicou que o congestionamento do sistema ocorreu também em outros municípios do Estado, mas garantiu que os pais  conseguirão uma vaga para seus filhos estudarem. “Entendo que os pais fiquem aflitos com essa situação. Mas nenhum aluno ficará sem vaga, pois a matrículas é somente online”, frisou.

Andreia Batista e Marizete Rover disseram ainda que para aqueles pais que não tem acesso a internet a coordenadoria disponibilizou uma equipe pedagógica para os mesmos virem até o prédio do órgão e poder fazer a matrícula do filho. A coordenadoras reforçaram também que os pais podem ir até as escolas e solicitar a matrícula online.

A coordenadora geral ressaltou que o sistema online foi criado para que os pais não precisem fazer filas ou pernoitar em frente às unidades, o objetivo é facilitar a vida dos responsáveis.  

Marizete finalizou enfatizando que o sistema voltou a funcionar e o prazo de matrícula online vai até o dia 31 de janeiro. Caso os pais tenha dúvidas a Coordenadoria Regional de Educação  está disponível para auxiliar.

 

Texto e fotos: Extra de Rondônia

sicoob credisul
vacina 728×90

COMUNICADO: Atenção caros internautas: recomenda-se critérios nas postagens de comentários abaixo, uma vez que seu autor poderá ser responsabilizado judicialmente caso denigra a imagem de terceiros. O aviso serve em especial aos que utilizam ferramentas de postagens ocultas ou falsas, pois podem ser facilmente identificadas pelo rastreamento do IP da máquina de origem, como já ocorreu.

A DIREÇÃO