Estamos em guerra 728×90

 

Matheus Brito/Foto: Extra de Rondônia

Ao participar de um campeonato nacional no Rio de Janeiro, ano passado, Matheus Brito acabou encontrando um atalho para alcançar seu sonho, que é ser jogador profissional de basquete.

O desempenho do atleta na competição acabou despertando a atenção do técnico do time do Jequiá, mas não ocasião eles não tiveram oportunidade de se conhecer. Mas a sorte acabou contemplando o atleta, quando um amigo dele que mora no Rio e também é jogador compartilhou um vídeo em rede social, o técnico o reconheceu e foi estabelecido contato.

Matheus foi então convidado para participar de um teste em dezembro, mas como estava em cima da hora precisou contar com ajuda de amigos para custear as despesas da viagem. Ele chegou ao Rio na véspera do teste, e apesar do cansaço da viagem correspondeu à expectativa, e acabou superando o desafio. Agora ele parte para o Rio de Janeiro no próximo dia 15, com objetivo de dar início à carreira esportiva.

O Jequiá é um time de tradição, que está na primeira divisão do Campeonato Carioca, e é uma excelente plataforma para que o atleta vilhenense consiga alçar voos mais altos. Agora, o foco é conquistar seu espaço dentro do grupo e garantir oportunidade de jogar. Mas, como a sorte parece estar ao seu lado, e com a qualidade de seu basquete, certamente ele vai chegar lá.

Jogando nas posições de ala e armador, Matheus joga basquete desde os 14 anos, e estava no time vilhenense da Asbavi. Humilde, ele fez questão de dividir sua conquista com os pais, aos amigos que o ajudaram e incentivaram, e aos professores Ana Campana e Sirverlô Meireles de Souza, “mas colocando sempre Deus em primeiro lugar”.

Estamos em guerra 468×60

COMUNICADO: Atenção caros internautas: recomenda-se critérios nas postagens de comentários abaixo, uma vez que seu autor poderá ser responsabilizado judicialmente caso denigra a imagem de terceiros. O aviso serve em especial aos que utilizam ferramentas de postagens ocultas ou falsas, pois podem ser facilmente identificadas pelo rastreamento do IP da máquina de origem, como já ocorreu.

A DIREÇÃO